Blogs   ››   Inovações e Tendências em TI
Cloud Computing

A sua jornada para nuvem vai além da TI

Daniel Rosa Publicado em 09 de Dezembro de 2016 às 15h55
A sua jornada para nuvem vai além da TI

Muitas organizações estão tratando a nuvem principalmente como uma prioridade tecnológica, e não estão dando consideração significativa aos aspectos de gerenciamento de pessoas, processos e serviços.

Muitas organizações estão tratando a nuvem principalmente como uma prioridade tecnológica, e não estão dando consideração significativa aos aspectos de gerenciamento de pessoas, processos e serviços enquanto transitam alguns de seus serviços de TI para a nuvem privada, pública ou híbrida. Sem uma visão holística dos serviços de TI de transição para a nuvem, os riscos de falha são iminentes. Os custos das falhas de transição na nuvem irão além das perdas financeiras, pois poderá afetar os ativos intangíveis de sua empresa, como o valor da marca e as percepções do mercado, especialmente se houverem problemas com desempenho, dados e segurança. Gartner, 2016.

A citação acima é do Gartner, faz sentido e, reflete o tratamento que muitas empresas ou áreas da TI estão dando para a sua jornada para Nuvem.

Uma jornada para Nuvem abrange aspectos que vão além das tecnologias que a cercam. Envolve um conhecimento e uma análise sobre os objetivos estratégicos da empresa e de seus processos, assim como, remete a necessidade de um alinhamento do seu planejamento de Nuvem junto às estratégias e objetivos da sua TI e da sua organização. Uma TI alinhada com as estratégias da organização tende a direcionar seus projetos de maneira que estes ajudem o negócio a atingir seus objetivos. 

Partindo destes princípios, sua jornada deverá estar sempre em linha com as estratégias da sua TI, justamente para capturar de maneira assertiva as oportunidades para as novas tecnologias e serviços na Nuvem, fazendo com que estas estejam naturalmente em linha com os objetivos estratégicos de sua organização. Para capturar estas oportunidades será necessário realizar o monitoramento do portfólio de projetos da TI, assim como, os serviços já implementados e as iniciativas relacionadas à inovação. Será necessário comparar os serviços atuais da sua TI com os serviços na Nuvem, criando assim uma base de comparação, porém, não apenas uma comparação financeira, pois será necessário avaliar também os ganhos intangíveis, como por exemplo, a capacidade da TI em entregar soluções rápidas e ao mesmo tempo ser flexível o suficiente para responder rapidamente às mudanças solicitadas pelo negócio. 

A sua jornada para Nuvem não poderá ser tratada como sendo um projeto isolado, ao se fazer isto, você estará correndo os riscos mencionados na citação do Gartner acima. É necessário entender os impactos desta jornada na governança e nos processos da TI, assim como, avaliar o seu impacto nas pessoas e na estrutura organizacional da sua TI. A arquitetura das soluções, a segurança da informação e a operação desses serviços na Nuvem também serão pilares fundamentais a serem analisados dentro do seu planejamento de Nuvem. Será necessário olhar para novos princípios de desenvolvimento de software, assim como, para os métodos ágeis de gerenciamento projeto, tudo isto a fim de promover as mudanças culturais necessárias na TI.

Já não é de hoje que as empresas cobram e precisam de uma TI ágil e flexível, ou seja, uma TI capaz de implementar soluções rápidas e também de responder rapidamente às mudanças que ocorrem em seu planejamento estratégico. É fato que a Nuvem abre uma porta de oportunidades e que possui uma infinidade de serviços e soluções prontas, na qual capacita TI a ser efetivamente rápida e flexível. Obviamente que nada será como um passe de mágica, sistemas ou serviços precisarão ser desenvolvidos, ou ao menos adaptados, para um modelo de Nuvem. A governança e os processos da TI deverão ser revistos e adaptados, novas habilidades e capacidades deverão ser adquiridas pelas equipes de TI, a segurança da informação deverá ampliar as fronteiras da TI balanceando corretamente os riscos e a operação dos serviços na Nuvem deverá buscar maneiras de automatizar o seu gerenciamento.

A criação de valor de negócio através da Nuvem está muito relacionada as questões de agilidade e da flexibilidade que a Nuvem proporciona para a TI, por este motivo, não devemos comparar os serviços da Nuvem apenas por uma perspectiva financeira, vale lembrar que muitos serviços na Nuvem custam mais caros quando comparados com os nossos ambientes internos (on premises). Este é um dos motivos pelo qual a TI deverá olhar para a nuvem de maneira estratégica, identificando oportunidades que estejam alinhadas com os objetivos da organização.

Em outro artigo publicado aqui na ITForum365, eu tento chamar mais a atenção para esta necessidade de alinhamento das ações de nuvem com as estratégias corporativas, justamente para mostrar o valor da Nuvem ao negócio, ou seja, tratar a nuvem com uma perspectiva de ganhos reais ao negócio e processos das empresas.

Como mostrar o valor da Nuvem para o Negócio

 Os impactos culturais, muitas vezes ignorados, são extremamente relevantes quando pensamos na implementação de uma nova abordagem para desenvolvimento de softwares ou para uma nova metodologia ágil para gerenciamento de projetos. Fato estes que podem ser observados nas pesquisas da Puppet e da VersionOne

A pesquisa da Puppet (State of DevOps Report 2016) reforça as questões relacionadas a mudança cultural da TI como sendo um fator fundamental para implementação de uma metodologia de Dev/Ops.

Na décima pesquisa "State of Agile Report 2015" promovida pela VersionOne.com ela aponta que, a principal causa de falha nos projetos ágeis está relacionada aos fatores culturais das empresas que não estão em linha com os valores propostos nestas metodologias. Esta pesquisa aponta também que a habilidade da organização em promover uma mudança cultural é a principal barreira para adoção desses métodos.

Faço aqui outro link para um artigo no qual menciono a importância da mudança cultural da TI no processo de adoção à Cloud Computing.

A sua jornada para a nuvem também é uma mudança Cultural

Desta maneira o DevOps, os métodos ágeis para gerenciamento de projetos, a TI Bimodal, entre outras propostas de abordagem ou metodologias, fazem total sentido quando buscamos a agilidade e flexibilidade que a Nuvem poderá proporcionar a TI. Sendo assim, todas estas abordagens precisam receber um foco estratégico permeados pela necessidade de promover uma mudança cultural na TI. A Nuvem pode não ter tanto valor quando se olharmos os seus benefícios apenas pelo lado da TI, é necessário transgredir a TI para se obter o seu real benefício e, principalmente para evitar o risco de se falhar nesta jornada.

 Autor: Daniel Rosa - Linkedin


Comente e compartilhe sua opinião com nossa comunidade!

Sobre o blog

Consultor de arquitetura e serviços em TI, Daniel Rosa usará este espaço para falar sobre inovações e tendências na área de TI. Esporadicamente, publicará alguns conteúdos relacionados à sua área de conhecimento: arquitetura corporativa.

Top mais lidas


Top posts comentados