Blogs   ››   Gestão de Help Desk e Service Desk
Assistente virtual se achega no Service Desk da empresa pública de TI da cidade de Recife

Sophie entra no Service Desk da TI em Recife

Roberto Cohen Publicado em 10 de Janeiro de 2017 às 17h39
Sophie entra no Service Desk da TI em Recife

--

Assistente virtual se achega no Service Desk da empresa pública de TI da cidade de Recife

Então…

Em 2004 eu conversei com o Alex Winetzski da Woopi num bar de um hotel. O registro romântico desse fato anotei neste artigo para o HDI.

As boas novas é que depois de 2 anos e com algumas mudanças, a Sophie penetrou num Service Desk.

A notícia foi veiculada no Computerworld sob o título:

Empresa de TI da Prefeitura de Recife adota assistente virtual para melhorar atendimento

Há um encadeamento de argumentos, fatos e expectativas.

Eu me recordo que a tecnologia PARLI reconhecia voz e a transformava em texto. Algo útil para as sessões em tribunais de justiça onde é preciso anotar com rapidez os testemunhos e até transladar a sentença (aliás, isso o Google Documentos faz relativamente bem hoje).

Mas o aspecto fundamental era “reconhecimento de voz” sendo desenvolvido no Brasil.

Agora está sendo adaptada (a Sophie) para ler scripts e dar retornos aos usuários e, no futuro, aos cidadãos da cidade de Recife.

Porém nesta notícia atual…

Algo me põe uma pulga atrás da orelha (ecs, que lugar idiota para um bicho desses, mas podia ser pior!):

Reconhecimento de voz e o caminho inverso parece estar dominado, mas…

Onde fica a inteligência artificial de aprendizado com o tempo? A Stefanini (dona da Woopi) no seu manifesto de anúncio da plataforma no texto “Sophie, a plataforma inteligente é capaz de compreender e processar solicitações via texto e voz de maneira rápida, eficiente e intuitiva”  não mostra por que ela é inteligente!

Diz que seu diferencial é a “Ampliação da capacidade cognitiva, isto é, a habilidade da plataforma de entender e processar requisições via texto e voz“.

Mas isso não é bem cognição…

 Cognição é a faculdade ou o processo de adquirir um conhecimento e, com isso, poder processar as requisições futuras de uma maneira ainda melhor, sabendo o que deu certo ou não, que neste tipo de ambiente ou computador isso vai melhor com a solução “y” e assim por diante. 

Mas marketing é marketing e vejamos o que vem pela frente.

Eu espero que tenham progressos rápidos. Mas não encontrei documentação em lugar algum. :-( 

E, putz, Sophie?!

Esgotaram-se os nomes nacionais?
Logo teremos nomes em polonês ou chinês que mal saberemos pronunciar!

Abrazon a todos,

EL CO

Assista ao vídeo da Sophie em inglês

Tags
Nenhuma tag cadastrada
Comente e compartilhe sua opinião com nossa comunidade!

Sobre o blog

Roberto Cohen escreve sobre conhecimentos fundamentais para todos aqueles que são (ou serão) supervisores de áreas de atendimento de suporte técnico.

Top mais lidas


Top posts comentados