Os desafios do CIO ao mudar de emprego – página 3

Ao mudar de empresa, o CIO precisa ficar atento a uma série de questões para que a transição não tenha impacto negativo

Definindo o futuro

Na prática, o plano estratégico de TI desenhado por Marco Lorena para o

iG resultou em 85 projetos estruturais. ?E, se você contar que nós

temos outros cem para serem entregues durante este ano e que mantemos

todos os sistemas no ar, um grande desafio é organizar tudo, definir

prioridades e o que vai dar para fazer com o menor esforço e o maior

resultado?, acrescenta o CIO. Entre todas as iniciativas, o executivo

já deu andamento a um projeto de metodologia, que conseguiu organizar a

demanda da TI. Também deu a largada à implementação da arquitetura

orientada a serviços (SOA) e à consolidação de data centers. Com foco

em produto, Lorena prepara o terreno para mobilidade, IPTV e uma

revisão da plataforma multimídia.

Em poucos meses de casa nova, Tadeu Perona, da Almaviva, encarou a

implantação de Itil e um projeto de redução de custos com telefonia.

Agora, planeja trabalhar a governança e aumentar a velocidade de

entrega e a qualidade dos projetos. Para ele, o mais importante é o

atendimento ao cliente. ?A grande dificuldade foi a agilidade na

implantação. Tivemos demora junto às operadoras na entrega de alguns

links. Mas chegamos a colocar 400 posições de contact center em cinco

dias, cumprindo os prazos?, conta.

Pulici, na Simpress, também ressalta a questão do tempo para entrega

dos projetos. ?Até brinco que ações de médio prazo são de quinze dias e

de longo, 45?, descontrai. Há menos de um semestre no cargo, o

executivo enumera dezenas de novos projetos, além de dar continuidade

aos que já existiam. Ele generaliza que muitos deles voltam-se ao

aperfeiçoamento e à otimização de processos, uma vez que não pode

revelar iniciativas estratégicas. Entre os de back office, cita a

promoção de auditorias automáticas para consumíveis para tornar mais

ágil o atendimento a solicitações.

Lorena, do iG, reflete que os novos projetos trazem uma questão

adicional, a de poder conciliar tudo com a equipe e com o que estava

acontecendo. ?O mundo não parou só porque eu cheguei?, brinca. A

postura do executivo, sua percepção da empresa e time e um trabalho de

gestão são exigências primordiais para qualquer executivo que ingressa

em uma corporação. Os exemplos citados mostram como um trabalho

conjunto entre CIO, direção e equipe ajuda ? e muito ? na adaptação e

no planejamento da área.

Página

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.