Mercado global de wearables cresce 17,9% no 1º tri

Xiaomi e Apple estão empatadas na liderança, segundo dados da IDC

O mercado mundial de dispositivos vestíveis (wearables) manteve sua crescente e registrou avanço de 17,9% no primeiro trimestre de 2017, em relação ao mesmo período do último ano. No total, foram vendidas 24,7 milhões de dispositivos, contra 20,9 milhões em 2016. Os números são da IDC.

Xiaomi e Apple estão tecnicamente empatadas na liderança do mercado com 3,6 milhões de vendas cada uma. A chinesa detém 14,7% do market share, contra 14,6% da norte-americana. A Fitbit teve drástica queda (37,7%) e caiu para a terceira colocação, com 3 milhões de unidades.

Ramon Llamas, gerente de pesquisa em wearables da IDC, afirma que a Fitbit encontra-se no meio de uma transformação à medida que os gostos do usuário evoluem de soluções fitness para relógios e outros produtos. “Isso permitiu que a Xiaomi acelerasse seus dispositivos baratos no mercado da China e que a Apple aproveitasse sua posição como o principal fornecedor de smartwatch em todo o mundo. Agora que a Xiaomi e a Apple passaram a Fitbit, a próxima pergunta é se eles serão capazes de manter suas posições”, comenta.

Mas, para Llamas, a Fitbit não deve ser desconsiderada do mercado. “Com uma base de usuários de 50 milhões, uma forte presença no bem-estar corporativo e ativos que a mantêm no topo da mente para a saúde digital, a Fitbit está bem posicionada para se mudar para novos segmentos e mercados”, completa.

Outras empresas que aparecem no Top 5 são Samsung, com avanço de 90,8% de market share em relação ao mesmo período em 2016, e a Garmin.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.