Com Leonardo, SAP foca em IoT e outras tecnologias emergentes

Empresa cria sistema digital integrado para levar mais inteligência ao portfólio

O Sapphire Now 2017, evento anual da SAP realizado em Orlando (EUA) chega a sua metade (termina nesta quinta-feira, dia 18), mas já é muito fácil cravar qual é o principal destaque da multinacional alemã: Leonardo. Não se trata de nenhum executivo da empresa ou participante do encontro, mas sim, da principal aposta da SAP para os próximos anos.

A atual edição da conferência, que reúne 30 mil pessoas, foge da predominância de temas dos últimos anos, quando a plataforma Hana e soluções cloud estiveram no centro das atenções. Quem aparece em praticamente todas apresentações de executivos da empresa e nas estratégias é o SAP Leonardo, sistema de inovações que faz uso de tecnologias emergentes com foco em gerar valor de negócios para empresas. A principal tecnologia é a internet das coisas (IoT), anunciada no lançamento da solução há pouco mais de dois meses, mas a novidade é que agora o foco já inclui nomes como machine learning, blockchain, big data e analytics.

No local de exposições de soluções do evento, por exemplo, a nova unidade está localizada no centro e traz uma das principais atrações da conferência: uma experiência com óculos de realidade virtual (VR). Até mesmo em um coquetel para convidados, no hotel ao lado do evento, a companhia montou um “bar inteligente”, o SAP Leonardo & Analytics Bar, que, no espírito de análise preditiva, utiliza técnicas de analytics da SAP para prever o próximo drink dos convidados.

O recado da SAP direto de Orlando pra o mundo é bem claro: “Prazer, Leonardo.” E, considerando todo o robusto portfólio empresarial da companhia – que pode ser explorado pela nova solução – e seus sólidos resultados, chega forte para bater de frente com outros players que avançam nestas áreas.

“Somos uma empresa faminta”, comenta o entusiasmado CEO Bill McDermott, que conta também que a companhia investiu cerca de US$ 60 bilhões em inovações nos últimos anos. Segundo a companhia, está previsto um investimento de 2 bilhões de euros para ampliar suas ofertas com novidades na área de IoT até 2021.

Se praticamente tudo nos dias de hoje está “pensando” e trazendo dados e inteligência, seja nos negócios, lojas ou até mesmo em uma tostadeira, como transformar todas essas ideias e dados em ações concretas com impacto para os negócios? “Queremos empoderar o mundo, ‘alimentar’ o planeta e inovar em todas as indústrias, todos os dias”, pontua McDermott.

Hasso Plattner, cofundador e chairman da fabricante alemã, também utilizou boa parte de sua apresentação no evento para destacar a nova aposta da companhia. “Leonardo não é um sistema, nem um programa. É uma série de ferramentas para construir um novo estilo de aplicações e surfaces em volta. Quando discutimos e configuramos, pensamos em um estilo de aplicações que podem rodar dentro dos programas. Várias companhias de software estão desenvolvendo soluções com AI, é o momento da AI, mas não fazemos nada fora, tudo dentro (das soluções SAP). Trazemos inteligência para dentro dos sistemas”,

Segundo Plattner, a companhia atualmente conta com 20 aplicações com machine learning em desenvolvimento e, até o próximo ano, serão cerca de 50. “Clientes construirão centenas”, completa.

Desenvolvimento
Um dos focos da SAP é se aproximar do ecossistema de desenvolvedores e parceiros para que eles possam criar seus próprios aplicativos personalizados. Para isso, anunciou uma rede de centros da Leonardo em três locais, um deles no Brasil: São Leopoldo (RS). Os outros dois são em Nova York (EUA) e Bangalore (Índia).

Novas capacidades incluem a SAP Leonardo Machine Learning Foundation, conjunto de novas aplicações de machine learning para funções corporativas, como faturamento e atendimento ao cliente. Outra novidade é o serviço SAP Cloud Platform Blockchain com foco na construção de extensões de aplicativos e novas soluções usando a tecnologia blockchain.

Vale ressaltar que serviços da SAP Leonardo estão disponíveis em três das principais infraestruturas de computação em nuvem do mundo: Microsoft Azure, Amazon Web Services (AWS) e Google Cloud.

Clientes
Toda a mobilização da empresa durante o evento visa, claro, conquistar clientes, sobretudo aqueles que já utilizam SAP. A Votorantim, uma das principais clientes SAP no Brasil, com 13 mil usuários, já utiliza técnicas como IoT, analytics e realidade aumentada para inovações de suas operações – o que a coloca como potencial cliente para Leonardo. Segundo o CIO da empresa, João Donizetti, o conceito do Leonardo surge com enorme potencial pois traz um conceito que consegue monitorar end to end.

“Meu primeiro contato com Leonardo foi hoje e é algo que nos parece muito interessante. Voltando para o Brasil, minha ideia é aprofundar, conhecer com detalhes o produto, pois a proposta é muito interessante. Não conheço algo no mercado que consiga fazer todo esse processo end to end de forma consistente. O Leonardo tem capacidade de pegar tudo isso e, de uma forma integrada, fazer uma gestão mais amigável”, afirma Donizetti.

Outro cliente que se mostrou interessado em iniciar conversas é a Usiminas, representada no evento por Rolim de Camargo Junior, gerente de sistemas da companhia, que é heavy user de SAP, com 3 ambientes e todos módulos implementados, entre eles soluções como SRM e MD e uma das mais recentes é o portal Ariba. Segundo o executivo, a Usiminas vive um momento de transformação e discussões sobre a chamada indústria 4.0 e, por isso, uma oferta integrada pode ser uma boa opção. “A proposta nos impressionou por ser um conjunto de soluções, não só um sistema. Estamos discutindo iniciativas para melhorar o processo produtivo e vamos analisar o leque de opções como oportunidade para sentarmos e estudarmos”, afirma.

As novas cartas da SAP estão na mesa e, agora, resta saber quais diferenciais de fato a companhia trará ao mercado.

*O jornalista viajou a Orlando (EUA) a convite da SAP

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.