MCTIC lança consulta pública ara síntese do Plano Nacional de IoT

Interessados deverão elencar as cinco principais diretrizes entre: cadeia produtiva; competitividade; desafios locais; inclusão social; e sociedade conectada e empoderada

Uma nova consulta pública foi aberta para receber sugestões para o Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) em construção no governo federal.

A consulta, aberta até 14 de maio, servirá para a elaboração de uma frase que sintetize a aspiração do Brasil com base nos principais assuntos levantados durante as discussões sobre o plano. Em ordem de importância, os interessados deverão elencar as cinco principais diretrizes entre: cadeia produtiva; competitividade; desafios locais; inclusão social; e sociedade conectada e empoderada. Para participar da consulta, é preciso fazer um cadastro.

As sugestões serão recebidas pelo consórcio que está desenvolvendo o estudo para o Plano Nacional de IoT, solicitado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O grupo é formado pela consultoria McKinsey Global Institute, o escritório Pereira Neto Macedo Advogados e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).

O estudo foi estruturado em três fases: levantamento do mercado de Internet das Coisas no mundo; definição dos setores prioritários da economia brasileira para receber investimentos necessários para o desenvolvimento de IoT; e formulação de ações voltadas para acelerar a implantação do mercado de IoT no País.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.