Para Schneider Electric

Para Schneider Electric, IoT é evolução e não revolução

Empresa está em linha com tema e aposta em parcerias para conectar número maior de ‘coisas’ em todo o mundo

Com 180 anos de história, mais de 1 milhão de prédios automatizados, faturamento de 27 bilhões de euros globalmente e mais de 170 mil funcionários, a Schneider Electric é referência em distribuição elétrica, controle e automação industrial.

Para manter-se sempre à frente em seu mercado de atuação, a companhia aposta em tecnologia. Todos os anos, a empresa investe mais de 1 bilhão de euros em inovação e internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) não poderia ficar de fora. Para a empresa, IoT é não é revolução e, sim, uma evolução, da qual a Schneider está em linha.

Cleber Morais, presidente da Schneider, lembra que o potencial de IoT é enorme: serão mais de 50 bilhões de dispositivos conectados, o que, segundo pesquisa da Schneider tem grande potencial comercial. “Quando falamos de IoT, unimos energia, automação e software de análises, levando otimização de processos para clientes”, sintetiza.

Uma das estratégias da empresa para crescer em IoT é realizar alianças. Uma delas é com a Cisco. “A Schneider é forte em sensores e processos de negócios, conhecimento de indústria e a Cisco em conectividade. Então, unimos forças para avançar no segmento”, assinala o executivo. Morais conta que estão no forno alianças nacionais, mas fora do Brasil projetos em cidades como Dubai e Mumbai são alguns dos exemplos de IoT com atuação Cisco + Schneider.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.