Regulamentação atrasa implantação de IPTV

Com um milhão de usuários em dez países, a IPTV ganha adepto

Para ele, a implementação maciça de IPTV aumentaria a penetração da banda larga e a oferta de serviços interativos, além de demandar investimentos para viabilizá-la.Basta observar o mercado francês ou Singapura, disse na tarde desta quarta-feira (08/03) durante painel na Telexpo 2006.

Na Comunidade Européia, a regulamentação de telecom é flexível e permite que quem gerencia voz ofereça vídeo. Já os Estados Unidos exigem uma licença por cada região, mas está se debatendo a flexibilização da lei.

O analista defende que o mercado tende a convergir e que a IPTV aparece como uma oferta atrativa e inovadora.Escuto falar de convergência há 10 anos, mas somente agora que estamos vendo-a de fato. De acordo com Pablo Haberer, a oferta de um pacote com voz, dados e vídeo poderia representar para o consumidor uma economia de mais de 15%.

Outro aspecto da discussão envolve também as redes de TV por assinatura, que enxergam com cautela o novo serviço. “A nossa reação é defender o investimento feito no legado. Nossa relação com o IPTV é a mesma das operadoras de telefonia frente à voz sobre IP”, afirmou Leila Loria, da TVA. Além de concordar com Leila, o presidente da Sky Brasil, Ricardo Miranda,chamou a atenção para a necessidade de os novos players receberem tratamento isonômico e seguirem o modelo de negócios que existe hoje.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.