Natura fortalece digital, sem esquecer sua origem

Agenor Leão conduz estratégia sempre de olho em inovações

Há algum tempo, a Natura tem investido pesado no digital para se destacar em seu mercado de atuação e a estratégia tem-se mostrado vital para o crescimento da companhia brasileira. Uma das mudanças mais significativas nesse sentido foi a transformação da área de TI, que deixou de se chamar tecnologia da informação. Em 2013, ela foi rebatizada para Tecnologia Digital.

Liderada por Agenor Leão, vice-presidente de Tecnologia Digital da Natura, o departamento, além do escopo de tecnologia, também está voltado para o digital, o e-commerce e a rede de consultoras da companhia. Por isso, a mudança mostrou-se oportuna.

“Assumimos o desafio de construir um novo negócio digital, mirando o consumidor final, incluindo nesse processo as consultoras, que são o coração do nosso negócio”, comenta Leão, ressaltando que com o digital a Natura não deixa de lado sua origem, baseada na venda indireta.

Um dos pilares da estratégia é, sem dúvida, a mobilidade, aponta o executivo. Assim, em 2016, a empresa lançou o aplicativo Consultoria Natura, que reúne funcionalidades importantes para a atividade diária das consultoras, como acesso aos catálogos de produtos, treinamentos virtuais, ferramentas de apoio às vendas, pedidos de produtos e gestão das entregas aos clientes.

O projeto, atualmente, está maduro, garante ele e já são 300 mil consultoras usando o app. “Com seu uso, registramos aumento de 10% na produtividade das consultoras”, contabiliza, acrescentando que 15% das transações feitas pela empresa são por meio do app.

Do seu lançamento para cá, diversas funcionalidades foram agregadas, como realidade aumentada e aprendizado de máquina. “Usamos inteligência artificial, por exemplo, para fazer a oferta mais apropriada”, detalha.

O mais interessante do modelo é que a Natura eliminou qualquer barreira de entrada, uma vez que o app não consome os dados do plano de internet da consultora. “Fizemos parceria com as quatro operadoras para que isso se tornasse realidade e agora estamos levando o modelo para os usuários finais”, comemora Leão.

Apesar do sucesso da iniciativa, o executivo aponta que há ainda alguns desafios para o crescimento da estratégia móvel da Natural. “A nossa comunicação com regiões fora de grandes centros é maior porque essas pessoas têm o primeiro contato com o digital por meio do celular. Isso para nós é um grande desafio e continuar evoluindo e inovando para que tenhamos sempre ofertas de serviços melhores.”

Novas frentes
Com o desejo de evoluir sempre, a área de Tecnologia Digital da Natura quer manter o ritmo de inovações. Para isso, realizou recentemente um hackathon (maratona de desenvolvimento. Ver foto) em sua sede, em São Paulo, voltado startups em parceria com a Microsoft, em busca de tecnologias inovadoras que tenham sinergia com seu negócio.


Leão ressalta que a empresa saiu do evento com 11 iniciativas práticas, a grande maioria aplicável ao negócio da Natura. Desse total, quatro projetos já entraram em fase piloto e estarão disponíveis no próximo mês, garante o executivo.

Segundo ele, muitas novidades estão por vir, grande parte focada em machine learning. Esse trabalho tem sido conduzido pelo Núcleo de Inovação Digital, diz, que trabalha no formato de startup. O time é composto por profissionais da tecnologia e das áreas de negócios e o foco é inovação.

“O Núcleo existe desde 2016 e hoje conta com cerca de 40 pessoas dedicadas”, destaca. As reuniões acontecem todas as segundas-feiras e os trabalhos são colocados em prática imediatamente, com a ajuda de metodologias modernas, como a Ágil. “Recentemente, um dos grupos de trabalho apresentou uma ideia já prototipada de realização de pedido por voz. Rapidamente a solução registrou aceitação de 30% entre as consultoras. Esse é um clássico exemplo de pensar, colocar no ar e experimentar”, conclui.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.