Revistas na era digital

Maven impulsiona veículos de comunicação para era digital

Empresa desenvolve plataforma interativa para publicações

A transformação digital tem-se tornado item prioritário para organizações de todos os setores. O surgimento de novas tecnologias – em uma velocidade impressionante -, somado à mudança de hábitos, criou um novo mundo conectado. Em meio a esse cenário, cada setor procura se adaptar da melhor forma para aproveitar as vantagens do mundo digital e, sobretudo, criar modelos de negócios rentáveis nesta era digital.

A área de mídia e comunicação é um exemplo com seus tradicionais veículos impressos e a necessidade de adaptação à esta era digital. Jornais e revistas cada vez mais incluem estratégias digitais a seus negócios e, para isso, plataformas estão sendo desenvolvidas para auxiliar nessa transformação.

A empresa gaúcha Maven enxergou essa tendência de revolução das publicações em 2009, quando se inscreveu no programa Prime, da Finep, que capturava startups com ideias inovadoras. “Entendíamos que, com o avanço da internet, chegaríamos a essa formato de visualização de conteúdo. Alguns jornais no exterior já falavam da importância da diminuição do papel. Se era uma tendência lá fora, em 2009, imaginávamos que em algum momento isso chegaria ao Brasil”, afirma Aline Lucia Deparis, uma das fundadoras da empresa, e hoje diretora-executiva.

Aline conta que, no início, a plataforma funcionava como uma espécie de “tiragem digital” – simplesmente submetia a versão impressa dos jornais e revistas na plataforma digital. “Nada mais era do que tirar cópias impressas e fazer a tiragem digital. Foi um início de trabalho muito focado em apenas submeter o jornal para o digital”, diz Aline.

Um dos primeiros clientes foi a revista Home Theater, que até hoje é um dos principais usuários da plataforma e acompanhou de perto a evolução da solução.

“O digital consegue te dar informações para uma maior tomada de decisões. Hoje temos a opção de utilização do Google Analytics, que consegue monitorar o perfil do leitor – matérias lidas, vídeos etc. O cliente consegue perceber esse valor agregado para entregar mais para seu consumidor, e faturar mais, sem dúvida. O digital não vai matar o papel. Ele simplesmente vai entregar mais. Esse é o argumento que os grupos de comunicação precisam entender”, comenta a executiva, que defende a integração entre os dois mundos.

Interatividade

Desde o princípio, Aline conta que um dos objetivos para o futuro – não muito distante – era desenvolver uma plataforma interativa, para realmente revolucionar as publicações e não só fazer uma simples migração. Um sonho ousado, segundo ela. “Quando falamos de 2009 parece que voltamos para outro século. A gente não tinha na época tecnologia e suporte para ousar tantos recursos. Mas a tecnologia evolui muito rápido.”

Para atingir esse sonho, a empresa iniciou com plataforma em flash e, em 2013, já tinha evoluído para suporte a HTML5 e também com suporte a vídeo acompanhando as novas tecnologias da era digital. “Hoje a plataforma está toda em HTML5, com possibilidade de anúncios interativos, artigos integrados diretamente com os portais. É possível incluir galeria de fotos e vídeos, uma enorme gama de possibilidades”, enumera.

Atualmente são três soluções disponíveis ao mercado: MavenApp (publicação digital de jornais e revistas em aplicativos), MavenFlip (segue as bases do app, porém focado para a web), MavenGaz (aplicativo de notícias e gerenciador de conteúdo para grupos de mídia) e MavenDoc (solução para indexação, tráfego e visualização de documentos).

Verticais

Além de empresas privadas, com foco em editoras e agências de publicidade (que produzem publicações corporativas), a companhia atua no setor público, com publicações de Tribunais de Justiça, Ministério Público, conselhos de classe etc. “Os negócios de cada verticais são bem divididos”, conta Aline.

Entre os jornais estão importantes publicações em todo o Brasil, como Zero Hora e Correio do Povo, de Porto Alegre (RS); jornal DCI, de São Paulo; e A Tarde, da Bahia. No total, são 220 clientes ativos, com 605 revistas, 176 jornais, 35 catálogos, 12 relatórios e 43 publicações – são 2,7 milhões de leitores por mês, em web e mobile.

O mais novo parceiro é a IT Mídia, que terá uma versão digital interativa, com app, da revista IT Forum. A primeira edição no novo formato será publicada nesta quinta-feira (13/04). Bem vindo a era digital das publicações on-line.

Leia também Mudanças de cargos são essenciais, diz presidente da Dell EMC

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.