Após "apagão digital"

Após “apagão digital”, conexões de clientes ServerLoft são restabelecidas

Equinix liberou sites de clientes lesados pela provedora, que teve as operações interrompidas devido a longa inadimplência

Um apagão digital nos provedores da ServerLoft, no dia 19 de dezembro de 2016, deixou deixou mais de 16 mil empresas, prefeituras e hospitais com sites fora do ar e sem acesso a dados. A operação foi interrompida devido a uma longa inadimplência do provedor junto à Equinix, empresa de infraestrutura de data center. Nesta quinta-feira (12/01), a  Abrahosting (Associação Brasileira das Empresas de Hospedagem na Internet) informou que a Equinix restabeleceu as conexões.

Instalada em Barueri (SP) a ServerLoft é um provedor de serviços em nuvem para empresas, prefeituras e outros órgãos de governo. Com a decisão da Equinix, todos os clientes afetados voltam a contar com os mesmos níveis de acesso de antes da interrupção para poderem fazer backup, extrair dados e migrar os serviços para outros provedores.

Mesmo não tendo a ServerLoft entre suas representadas, a Abrahosting informa que se posicionou como interlocutora e mediadora dos interesses dos usuários deste provedor junto à prestadora de data center. A entidade preparava um pedido de liminar para que a Equinix pudesse extrair as informações de clientes nos servidores locados, para a ServerLoft entregá-los aos titulares. Mas, ao liberar o contato direto dos clientes a estes dados, a Equinix abreviou o processo.

Segundo a Abrahosting, este foi o primeiro grande caso de “apagão digital” já registrado no Brasil. A entidade avalia que o caso da ServerLoft vai além de uma falha circunstancial, já que todos os canais de contato com a empresa ficaram inativos e nenhum proprietário ou funcionário da ServerLoft podia ser encontrado pelos clientes.

Ao visitar o portal da ServerLoft, há um aviso informando que a empresa não está mais comercializando os serviços.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.