Nuvem anima Isbiz a focar nas PMEs

Com os pacotes promocionais, a expectativa da companhia é somar mais de 1,7 milhão de reais ao faturamento previsto para o último trimestre de 2011

Posicionada como uma integradora de aplicativos de gestão empresarial, a Isbiz Consulting passou boa parte de seus cinco anos de vida focando ações comerciais junto a grandes contas com tecnologias Infor. Mas o advento da nuvem, somada a uma parceria firmada com a Microsoft há cerca de três anos, ampliou as estratégias, colocando a companhia, também, no caminho das empresas de menor porte.

?Por experiências anteriores, e trabalhar com clientes grandes, usávamos uma abordagem tradicional para todo mercado. Isso ocorreu até que nos demos conta e concluímos que as pequenas e médias representam um desafio para fornecedores de software, por terem as mesmas necessidades das grandes e disporem de menos recursos (de tempo e dinheiro)?, detalha Pablo Castagnini, diretor de projetos da companhia, que acrescenta: ?O que fizemos foi formatar um cronograma e metodologias focadas no perfil das PMEs?.

O movimento culminou com a formatação de pacotes específicos e o lançamento de uma oferta agressiva voltada para sistemas de gestão empresarial e relacionamento com clientes, no início de setembro, voltados às organizações com faturamento de até 500 milhões de reais. O pacote prevê o ERP Dynamics Ax por 234 mil reais, valor que inclui licenças para dez usuários e serviço de implantação incluindo funcionalidades comerciais, controle de estoque, planejamento, compras e integração fiscal.

A solução da integradora já está modelada para quando a Microsoft liberar a versão da ferramenta em cloud, adianta Castagnini, citando que a oferta é agressiva não só em preço, mas também em cronograma, com prazo para rodar em 72 dias úteis.

Na outra ponta, a Isbiz montou um pacote de Dynamics CRM ofertado como serviço (SaaS) ao preço de 8 mil reais. A oferta, explica o executivo, contempla treinamento da equipe do cliente para uso da tecnologia, modelagem inicial de dados e migração.

?Nosso foco é processo e venda consultiva?, sintetiza Castagnini, sobre o perfil da companhia onde atua. Ele recorda que em projetos envolvendo aplicativos empresariais, clientes costumam pensar muito no investimento inicial e acabam esquecendo os gastos de pós-implementação.

Com os pacotes promocionais, a expectativa da companhia é somar mais de 1,7 milhão de reais ao seu faturamento previsto para o último trimestre de 2011. A meta passa por fechar sete contratos de ERP e 20 de CRM até o final do ano. Atualmente, cerca de 20% do faturamento – na casa dos 7 milhões de reais – vem de organizações de pequeno e médio portes. A meta é elevar esse porcentual para algo próximo a 40% no próximo, quando a previsão é ver as receitas cresceram cerca de 20% sobre os números atuais.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.