Extreme Networks anuncia acordo de compra de divisão de redes da Avaya

Em meio a processo de recuperação judicial, Avaya negocia área por cerca de US$ 100 milhões

A Extreme Networks firmou um acordo de compra de ativos da divisão de redes da Avaya. O acordo, fechado por aproximadamente US$ 100 milhões, surge menos de dois meses após a Avaya ter entrado com pedido de recuperação judicial no Tribunal de Falências do Sul de Nova York.

A venda da divisão de redes é parte da estratégia da Avaya, que pretende focar nas ofertas de software e serviços.

Kevin Kennedy, presidente e CEO da companhia, afirma que, após uma extensa avaliação, acredita que a venda do negócio de redes é o melhor caminho para todas as partes interessadas. “Fornece um caminho claro e positivo para nossos clientes e parceiros de redes e permite que a empresa se concentre em suas soluções de Comunicações Unificadas e Contact Center líderes no mercado. O anúncio de hoje promove nossos objetivos globais de reestruturação ao posicionar o restante da Avaya para o sucesso a longo prazo”, afirma.

O processo de venda será administrado pelo Tribunal de Falências dos EUA para o Distrito Sul de Nova York  e governado pelo Código de Falências dos Estados Unidos. Outras partes interessadas terão a oportunidade de apresentar propostas antes de um prazo estabelecido pelo Tribunal de Falências. Se forem submetidos outros lances qualificados, será realizado um processo de leilão, no qual o acordo com a Extreme fixaria o valor mínimo para o leilão.

A transação deve ser concluída em 30 de junho de 2017, no final do terceiro trimestre fiscal de 2017 da Avaya, sujeito a aprovações regulamentares e outras condições de fechamento habituais.

Trata-se da segunda aquisição recente da Extreme Networks, que, em setembro do ano passado, havia adquirido os negócios de redes wireless da Zebra Technologies, por US$ 55 milhões.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.