Ramo avança com ERP para PMEs e abre novas unidades de negócios

Com foco exclusivo em SAP Business One, empresa expande atuação

“Quem um dia imaginaria um restaurante utilizando SAP?”, indaga Decio Krakauer, CEO da Ramo Sistemas Digitais, integradora especializada na venda da plataforma de ERP SAP Business One. O executivo refere-se ao NB Steak, churrascaria de alto padrão com unidades em São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS), um dos clientes da companhia. No local, a Ramo apresentou nesta terça-feira (14/03) seus resultados e novidades, no momento em que acaba de completar 35 anos de atividades.

A missão da empresa é levar a solução de ERP para pequenas e médias empresas (PMEs) – com a solução da SAP voltada a este mercado -, e o local escolhido para o encontro com jornalistas se encaixa um dos setores que têm impulsionado o crescimento da empresa nos últimos anos. Além do setor de restaurantes, a companhia cita também agronegócios e varejo, que de certa forma compensaram a queda de outras verticais, como óleo & gás e manufatura, tão promissores há alguns anos, mas que sofreram fortes impactos com a crise no Brasil.

E a crise é justamente um dos motivos para o crescimento de 46,5% da companhia nos últimos dois anos, que elevou o faturamento de R$ 21,5 milhões, em 2014, para R$ 31,5 milhões, em 2016. A meta para 2017 é crescer 16%. “Um dos principais objetivos nesse momento é encontrar detalhes que melhoram a gestão das empresas para que elas possam sair fortes da crise. Por isso o ERP é essencial”, pontua Krakauer.

Uma das missões da Ramo é massificar o uso do ERP em PMEs, nesse caso, exclusivamente com o SAP Business One, oferta única da companhia. “Apenas 50% das PMEs no Brasil tem um software ERP consolidado, diferentemente de mercados mais maduros. O ERP virou commodity. Quem não quer ter um SAP e, principalmente, podendo pagar?”, comenta o executivo, se referindo às opções de investimentos voltados ao público de pequenas e médias empresas.

PMEs, para SAP e Ramo, são empresas com até 300 funcionários, faturamento entre R$ 1 milhão e R$ 250 milhões, com 30 a 50 usuários e investimentos de R$ 50 mil a R$ 1 milhão na plataforma ERP.

A decisão para ser parceiro exclusivo da SAP foi tomada em 2005, quando a Ramo decidiu encerrar a produção do seu software de ERP, o Ramo 2000. Hoje são 500 clientes, 170 parceiros e 105 funcionários (contanto com parceiros são 300 colaboradores diretos e indiretos), todos focados na implementação do Business One. “Foi uma decisão difícil naquele momento, mas necessária. A cada um Ramo 2000, vendíamos 15 SAP”, conta Krakauer.

Expansão
Além da mudança de foco para ser parceiro exclusivo SAP, outra importante parte da estratégia da Ramo foi o lançamento do seu programa de canais, há 6 anos. A companhia foi de 5 para 170 parceiros e, dentro desse ecossistema, oito deles foram selecionados para serem unidades de negócios. Os novos escritórios vão funcionar em Campinas e Ribeirão Preto (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS) e Grande Porto Alegre (RS), Ipatinga (MG), Recife (PE) e Manaus (AM).

A empresa está investindo R$ 1 milhão na aberta das unidades, que foram selecionadas com base na qualidade dos resultados e serviços prestados, além da região e estrutura. “A Ramo colocou aporte nas unidades de negócios para que elas tenham capacitação e utilizem metodologia Ramo”, complementa o líder da companhia.

Segundo Marcos Figueiredo, diretor comercial & alianças, há outras dezenas de empresas com a “senha na mão” para serem novas unidades de negócios. “A Ideia é que elas se tornem hub nas suas regiões, mas o momento atual é de fortalecer essas oito e depois pensaremos na ampliação”, afirma Figueiredo.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.