content
Notícias   ››   Mobilidade   ››   Aplicações
Big Data

SAS contrata AWS para chegar a médias empresas

Publicado por: Gabriela StripoliEditora Adjunta de TI Corporativa Publicado em 04 de Abril de 2014 às 08h07

Parceria possibilita oferta analítica na nuvem e inaugura atuação em novo segmento de mercado

O SAS, fornecedor de soluções de analytics e BI, e a Amazon Web Services (AWS), fornecedora de infraestrutura e plataformas em nuvem, fecharam um contrato de prestação de serviços que possibilitará o uso do Visual Analytics, software de big data do SAS, por meio do modelo de computação em nuvem.

A simplicidade de desenvolvimento e implantação, uma vez que a oferta em nuvem é mais ágil, barato e flexível que o modelo tradicional, é o principal atributo do SAS para chegar em um mercado relativamente novo para a companhia – as médias empresas. “A ideia é levar esse modelo como uma alternativa mais fácil de implementar, sem os elevados investimentos em infraestrutura e a complexidade de gerenciamento no modelo tradicional”, explica o gerente de alianças do SAS, Marcos Prete.

Mesmo assim, considere o universo de “médias” empresas como grande, com investimento considerável para uma solução de TI. O executivo menciona um levantamento interno, que aponta cerca de 35 mil companhias nessa categoria, com faturamento bruto anual entre R$ 50 milhões e R$ 300 milhões. “Não estamos visando um segmento específico, mas naturalmente será mais atrativo para alguns segmentos como financeiro, telecomunicações e e-commerce”, completa Prete, mencionando pequenas prestadoras de serviço nessas áreas como principais prospects.

O objetivo do SAS é conquistar seis novos clientes médios já neste ano, dez em 2015 e 15 no ano seguinte, bem como evoluir a disponibilidade de soluções dentro desse modelo de parceria, para softwares mais avançados. Algumas negociações já estão em andamento.

A diretora de parcerias da AWS, Renata Rico, ressalta a redução considerável de complexidade que o contrato, o primeiro no brasil para oferta de soluções de big data em cima da infraestrutura da provedora, oferecerá. “Para quem vai implementar o projeto, ficou muito mais simples. Temos uma consultoria especializada no gerenciamento de infraestrutura e que realiza esse trabalho que é a Concrete Solutions, mas ao fechar um contrato, o cliente terá como interface única o SAS, simplificando ainda mais tudo isso”, descreve.

Renata ainda classifica esse modelo como “complementar” aos cases de big data pelos quais a fornecedora é conhecida. Entre seus clientes, estão a Rede Globo e a Serasa Experian. A diferença principal está no trato das informações – enquanto normalmente os clientes buscam a infraestrutura da AWS para projetos de big data sobre dados específicos, o Visual Analytics dá conta de insights de negócio.

Prete vê a parceira como uma evolução no momento das médias empresas. Segundo ele, na década de 90 foi o momento de investir em infraestrutura e na primeira década do ano 2000, em aplicações de negócio com ERP e CRM. “Agora, elas precisam se diferenciar no mercado com conhecimento de negócio, em cima de dados e informações de mercado”, teoriza o executivo.
Recomendado para Você
Últimos comentários
Comente e compartilhe sua opinião com nossa comunidade!

Últimas notícias