AI de segurança do Google não perguntará mais se você “é um robô”

Somente o "tráfego mais suspeito" será solicitado a indicar em uma caixa no site que não é robô

O sistema de inteligência artificial de segurança do Google tornou-se tão inteligente que agora ele pode dizer se você é um humano ou um robô sem pedir que você indique em uma caixa que não é uma máquina ou resolva enigmas irritantes (na maioria das vezes).

À medida que os bots e os spammers se tornavam mais sofisticados, parecia que o CAPTCHA, aqueles desafios que pedem que você digite os caracteres que vê em imagens codificadas, estava ficando cada vez mais difícil para os humanos.

Então, em 2014, o Google anunciou o ‘reCAPTCHA‘, que acabou com os quebra-cabeças em favor de uma simples caixa de seleção. A gigante de internet, em seguida, passou a analisar vários aspectos do comportamento do usuário no site para determinar se ele era um ser humano (um robô, por exemplo, pode sempre clicar no centro da caixa de seleção, ao contrário de um ser humano). Se tivesse algo suspeito, você teria de solucionar um quebra-cabeça.

Agora, o Google diz que seu sistema de inteligência artificial – que a empresa chama de um “mecanismo avançado de análise de risco” – ficou tão bom que nem precisa da caixa de seleção. O ‘Invisible reCAPTCHA‘ é atribuído a algum botão existente no site, e funciona escondido no fundo para descobrir se você é uma pessoa real.

Isso significa que a maioria das pessoas nem sabe que há uma verificação de segurança acontecendo. Somente o “tráfego mais suspeito” será solicitado a resolver um quebra-cabeça, mas os desenvolvedores podem alterar esse comportamento até certo ponto.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.