Home > Colunas

4 motivos para você acompanhar de perto a gestão financeira do seu negócio

Entender como são gerados os resultados facilita a compreensão do que de fato pode alavancar o crescimento da empresa

Henrique Carbonell*

27/03/2019 às 16h30

Foto: Shutterstock

"O olho do dono é que engorda o gado". Por mais clichê que essa expressão possa ser, carrega uma verdade imutável. A gestão do negócio é fundamental. E sob o aspecto financeiro, sobretudo em momentos de recuperação econômica, isso se faz mandatório. Muitos empresários, porém, ainda negligenciam essa função. Entender que o resultado da empresa, especialmente as que são de pequeno porte, passa por esse olhar clínico é essencial para compreender o que de fato garante o sucesso.

Quando falamos em aspectos financeiros, estamos nos referindo ao panorama completo da operação. Ou seja, indicadores como fluxo de caixa, contas a pagar e a receber, administração das vendas realizadas por cartão de crédito e de débito e visualização e projeção da receita a partir da análise correta do Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE). Somente com esse entendimento o empresário saberá qual caminho traçar para otimizar algum aspecto da gestão.

De modo a entender a importância de se fazer isso, listo abaixo quatro motivos para acompanhar de perto a gestão financeira do seu negócio.

Identificar falhas nas receitas/despesas

Espinha dorsal na gestão de qualquer negócio, fazer uma boa administração das receitas e das despesas é importante para identificar possíveis falhas, e assim corrigi-las. Independente das particularidades, é especialmente importante ter em mente que a divergência entre vencimento de compromissos financeiros e a geração recorrente de caixa pode gerar um descasamento, prejudicando a saúde financeira da sua empresa.

Gerenciar custos

Em momentos de alto volume de receitas, pode-se perde controle com os custos realizados. Muitos empresários aproveitam o momento para utilizar os recursos financeiros de forma indiscriminada, com reinvestimentos e novas alocações, como contratações de novos funcionários ou fechamento de parcerias comerciais. É importante que o empresário fique de olhos abertos para esse cenário, promovendo processos e políticas mais estruturadas, de forma a otimizar essa gestão.

Gestão micro, sem esquecer o macro

Por mais que as particularidades da empresa pressupõem características muito próprias, o empresário precisa ter ciência que ele não vive dentro de uma bolha. Os fundamentos macroeconômicos impactam diretamente a gestão do seu negócio, e suas próprias decisões. É importante ficar de olho em indicadores antecedentes da economia, além dos tradicionais índices como o de inflação, de taxa de câmbio e de juros, de nível de desemprego, entre outros. Esse acompanhamento deve ser diário. Essas informações podem ser fundamentais para determinadas tomadas de decisões.

Prevenção de fraudes e perdas

Para empresas que atuam com meios de pagamentos, como cartão de crédito, é essencial ficar de olho nessas operações para evitar dor de cabeça. Os processos de captura, autorização, provisionamento e liquidação financeira dos recebíveis de cartões são complexos e contam com a integração de diferentes tecnologias, que envolvem adquirentes, bandeiras, emissores e bancos. Ou seja, um ecossistema extremamente profundo. A falta de um processo bem estruturado de conciliação de vendas pode ocasionar em perdas de milhares de reais.

*Henrique Carbonell é sócio-fundador do Finanças 360º

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail