Home > Notícias

4 razões pelas quais executivos estão preocupados com o risco digital

Déborah Oliveira

13/01/2015 às 10h28

4 razões pelas quais executivos estão preocupados com o risco digital
Foto:

Diante do cenário constante de invasões aos sistemas corporativos, executivos estão realmente interessados nos riscos que a TI enfrenta atualmente. As atenções são impulsionadas por quatro temas que o instituto de pesquisas Gartner tem ouvido de seus clientes nos últimos tempos. Veja abaixo a lista:

1. Falta de entendimento
Chief Information Officers (CIOs) e Chief Information Security Officers (CISOs) somente agora começam a interagir com membros da diretoria sobre os riscos de invasões aos sistemas corporativos. No entanto, mesmo que essas interações aconteçam, os riscos não são apresentados em um contexto de negócios, e, portanto, não oferecem uma oportunidade melhor e clara de decidir e agir. 

Em pesquisa recente do Gartner batizada de "Global Risk Management Survey", o instituto de pesquisas descobriu que menos de 35% das empresas pesquisadas aliam dados de risco e desempenho para influenciar as tomadas de decisão de TI.

2. Aumento da pressão para divulgar os riscos tecnológicos
Reguladores de mercado e indústria estão pressionando as empresas para que elas sejam mais transparentes na divulgação dos riscos tecnológicos que enfrentam. Por exemplo, a Comissão de Valores Mobiliários e Segurança dos Estados Unidos emitiu orientações em 2011 que instrui empresas públicas a divulgar itens como dicussão de aspectos do negócio que dão origem a riscos de segurança cibernética, custos potenciais e consequências e descrição de incidentes cibernéticos registados. 

Esta semana, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou a intenção de  pedir novas leis para garantir que empresas norte-americanas informem os clientes sobre dados que foram roubados em ataques virtuais de hackers.

3. Falta de visibilidade nas relações comerciais com terceiros
À medida que mais empresas buscam melhorar a eficiência de suas operações, dispara o número de relacionamentos com terceiros, sob a forma de acordos de subcontratação ou contratos de fornecedores de tecnologia de cloud. Essa movimentação aumentou o nível de risco de forma exponencial e tirou o foco dos reguladores da indústria. 

4. Alinhamento entre tecnologia e riscos de negócios
Peter Sondergaard, chefe global de pesquisas do Gartner, afirmou recentemente que "cada unidade de negócios é uma startup", a chamada TI bimodal. Estamos entrando na era da economia industrial digital. Nessa nova economia, a tecnologia é força motriz da inovação empresarial e elemento-chave para vantagem competitiva. No entanto, sem uma profunda compreensão dos riscos inerentes à utilização das novas tecnologias, o que pode ser impulsionador de negócios também pode ser sua sentença de morte.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail