Home > Colunas

5 pilares de coaching para TI

O coaching aplicado à mentoria técnica se torna poderoso para quem trabalha na área de tecnologia.

*Janaina Lima

08/09/2019 às 10h27

Business photo created by yanalya - www.freepik.com
Foto: Shutterstock

O coaching é um processo para gerar transformação no indivíduo. Quando aplicado associado à mentoria técnica, torna-se poderoso para aqueles que atuam na área de tecnologia. E como isso funciona e em que casos é recomendado?

Bom, quando se fala em TI sabemos que os profissionais desta área são bastante técnicos e, em geral, com mais dificuldade de comunicação. Além disso, estão sempre atolados de trabalho, “sem tempo”, pois precisam focar em resultados. Esse parece ser o roteiro daqueles que desejam obter sucesso nesta área.

O coaching atua em 5 pilares principais: foco, planejamento, ação, resultado e melhoria contínua. Por meio de ferramentas específicas é possível desenvolver algumas competências como a gestão do tempo e o ganho de performance, fundamentadas nestes pilares.

Partindo do princípio que o profissional queira atingir melhor gestão de tempo, a coach analisa como atuar, utilizando os 5 pilares. Essa análise irá guiá-lo sobre como sair da agonia de não conseguir fazer tudo o que precisa e ganhar performance, alcançar melhores resultados e mais rapidamente. Confira:

  • Foco: Definir o objetivo ou objetivos a serem alcançados de forma tangível e temporal. Exemplo: aumentar a performance de entrega em 20%, (reduzindo ou eliminando horas-extras, em três meses;

#ficaadica: como está iniciando a prática, defina tempos curtos e metas atingíveis;

  • Planejamento: Elencar o que é importante. Como? Separando as tarefas em o que gera resultado, o que é urgente ou emergencial (aquilo que precisa ser executado porque ultrapassou o prazo) e o que é circunstancial (aquilo que não traz resultado e/ou que pode ser delegado). Assim, é possível priorizar as ações dentro da janela de trabalho. Não conte com horas extras – elas devem ser exceção. Importante: sabe aquela reunião que você vai para fazer número, mas não tem nada a ser decido? Se você não for não vai fazer falta, ou ainda, pode designar alguém que o represente? Elimine da sua agenda! Reuniões que não tem pauta definida e não tem decisão a ser tomada, são ladras de tempo! Fuja delas. Sabe aquele evento social que você comparece apenas para agradar alguém? Elimine! Isso é circunstancial e toma muito do seu tempo. Outra dica é: organize a sua agenda. Escolha um período do seu tempo na agenda para ler e-mails (30 minutos pela manhã, 30 minutos pela tarde por exemplo). Bloqueie alguns espaços na agenda para que você possa fazer aquelas atividades que só dependem de você e que podem também ser úteis em casos de urgência. O restante da agenda deve ser preenchido com as reuniões e atividades planejadas, incluindo as pessoais. Essas ações ajudarão a ter seu tempo mais otimizado e focado;

#ficaadica: Ferramentas de agenda eletrônica costumam apoiar bastante este tipo de planejamento, mas você pode escolher o que é mais adequado para você, ainda que seja uma agenda de papel;

  • Ação: Execute o que foi planejado, de acordo com a priorização dada para cada atividade e acompanhe, rotineiramente, o andamento. Dessa forma, é possível garantir a conclusão de cada tarefa.
    Importante: Planejamento sem ação não adianta de nada. Diga não à procrastinação!

#ficaadica: Delegue sempre que possível. Seja crítico e foque no resultado;

  • Resultado: Monitore constantemente o resultado das ações realizadas;
    Importante: À medida em que for alcançando resultados, tarefa por tarefa, vai se sentir mais motivado a continuar. Siga em frente!

#ficaadica: E se alguma atividade estiver fora do prumo, replaneje, mas nunca deixe de fazer!

  • Melhoria contínua: Após a conclusão das tarefas, avalie seu resultado. Atingiu o objetivo proposto? Há alguma forma de melhorar?  Importante: A melhoria só acontece quando estamos dispostos a mudar de atitude.

#ficaadica: Então, bora fazer melhor da próxima vez!

A ideia é que, seguindo estes passos, o profissional não só alcançará uma melhor performance e gestão do tempo. Ele ganhará visibilidade, respeito e reconhecimento.

Dentro da área da TI o foco principal é o resultado. A medida em que estas técnicas são aplicadas na gestão de projetos ou desenvolvimento de softwares, por exemplo, é possível estabelecer claramente os entregáveis, o cronograma e o monitoramento. O sucesso no atingimento do objetivo é consequência natural, resultado aparece e a transformação acontece.

*Por Janaina Lima, empresária, gestora de TI, coach Profissional especializada em TI, liderança e performance.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail