Home > Notícias

7 melhores práticas para se tornar um desenvolvedor remoto de sucesso

27/10/2014 às 10h23

7 melhores práticas para se tornar um desenvolvedor remoto de sucesso
Foto:

Trabalhar com equipes distribuídas é prática crescente nas companhias. No entanto, a maioria das pessoas nunca trabalhou com programadores remotos. Se você trabalha de forma remota, não assuma a ideia de que seu cliente ou empregador sabe mais do que você - na verdade, possivelmente, você possui mais experiência sobre como trabalhar dessa forma do que eles. 

Em razão desse cenário, você irá se sobressair caso ofereça, de forma pró-ativa, sugestões e medidas que possam ser colocadas em práticas para que as equipes trabalhem juntas. Minha companhia é especialista em posicionar trabalhadores remotos e, durante o processo, identificamos que desenvolvedores freelance que utilizam as seguintes práticas são os que obtiveram os melhores resultados.

Utilize as ferramentas corretas

Como membro remoto de uma equipe, você provavelmente trabalha em linha com uma equipe interna localizada na própria empresa ou espalhada por outros lugares ao redor do mundo. Independentemente do modelo, você precisará manter-se conectado ao fluxo de serviço e planos de comunicação o mais rápido possível. Caso não tenha um minucioso senso sobre a organização, peça uma lista de todas as plataformas que seus colegas programadores utilizam. Faça o download delas logo após o recebimento da lista e aprenda a usá-las corretamente. Ou então, se precisar contar com sistemas de rastreamento interno, peça a liberação do acesso. Direcionar as atenções para as ferramentas e deixá-las pronta para uso irá aumentar seu valor como funcionário.

Priorize a comunicação

Os melhores programadores fornecem relatórios atualizados sobre os progressos dos trabalhos realizados (diariamente, e em alguns casos até duas vezes por dia). Isso porque, ao contrário de como acontece em uma estrutura de escritório tradicional, os membros da equipe não podem simplesmente circular pelo ambiente e ver no que você está trabalhando. Ao fornecer atualizações regulares, você define seu valor para a organização de forma explícita e constrói uma relação de confiança com os colegas de equipe pois eles saberão que você é confiável, minucioso e bom comunicador.

Você provavelmente irá receber atualizações de outras pessoas da sua equipe, assim como do seu cliente ou gestor. Se precisar fornecer feedback, seja o mais claro possível e faça isso em um tempo aceitável, pois caso as coisas não estejam bem, as pessoas estão alertas para a desaceleração e poderão identificar quais objetivos foram perdidos. Também garanta que sua mensagem seja emitida em vários formatos. Uma boa regra para esses casos é usar dois tipos de mídia para cada comunicado, o que é melhor do que confiar somente no e-mail. Caso você passe esse feedback durante uma videoconferência, resuma o que foi apresentado em um e-mail. Isso cria um fluxo de comunicação mais preciso, continuo e relevante. 

Por fim, priorize as conversas que auxiliem em tarefas executadas em tempo real. Alguns funcionários ouvidos pela nossa companhia afirmaram que quando algo mais complexo precisa ser esclarecido, apenas um e-mail não é o suficiente. Existem diversas ferramentas que podem facilitar a conversa em tempo real, como o Google Hangouts e o Skype. Então, utilize as funções de vídeo o máximo possível. Somado à praticidade, ver o rosto de alguém ajuda a construir uma relação de mais confiança, deixando as relações pessoais com sua equipe mais tranquilas. 

Adquira informações sobre a cultura da organização

Após contratado, isso não quer dizer que tudo que você irá lidar tem a ver com programação. Você deverá aprender o máximo que puder sobre a organização. Isso ajudará a trabalhar de forma mais inteligente, assim como tornar a relação com seus pares mais confiável. E mais importante, seja pró-ativo em descobrir como seu cliente ou gestor opera e cria seu estilo de comunicação. Isso também envolve a comunicação não verbal. Se é esperado que os membros da equipe estejam disponíveis via vídeo durante o expediente, garanta que você também estará disponível durante o seu.  

Evite ser prolixo ao fazer e responder perguntas

Muitas vezes, vejo e-mails ou ouço sobre questões nas quais o remetente falhou em fornecer o contexto de maneira completa. Sem informações que embasem o que é questionado, tarefas simples não podem ser realizadas. Um funcionário remoto pode criar boas práticas consideráveis ao ser detalhista, especialmente se trabalhar em um calendário diferente do que as outras equipes. Dessa forma, seus contatos sempre terão as informações necessários e poderão planejar soluções em um tempo aceitável, mesmo quando você não estiver on-line.

Sempre que possível, inclua imagens das telas, documentos e mensagens de alertas. É melhor errar pela comunicação em excesso do que por acreditar que você forneceu todas as informações que as pessoas precisam, quando na realidade é justamente o contrário. 

Sinta-se confortável para organizar suas tarefas de acordo com seu julgamento de importância
Muitas pessoas não sentem-se confortáveis em organizar tarefas. Elas ficam preocupadas que as outras pessoas possam classificar a distribuição como culpa ou “dedos apontados em sua direção”. Para ser bem-sucedido, você precisa superar esse medo. Organize as coisas, mas também vá um passo adiante. Pense em potenciais tarefas e então destaque-as para o seu gestor – isso irá fazer a vida de todos muito mais fácil. 

Além disso, comunique-as de forma rápida: não deixe as tarefas estagnarem. Organize-as imediatamente e seja direto com os membros da sua equipe caso ela seja importante. Isso é especialmente importante se você trabalhar com diferentes equipes além dos seus pares, pois flui a conversa conforme as pessoas ficam on-line ou off-line. 

Seja confiável

Considere atentamente qual horário permitirá que você trabalhe com seus colegas de forma mais efetiva. Como freelancer, você terá mais liberdade no que diz respeito ao horário e local de trabalho – mas alguns horários podem ser melhores do que outros. Como exemplo, é melhor manter pelo menos algumas horas de sobreposição ao seu cliente, assim você pode obter vantagens de comunicações sincronizadas, como telefone, chat, Skype ou Google Hangouts. O mesmo vale para as férias. Você pode ser uma especialista em gerenciar o seu tempo, mas considere o quanto a sua disponibilidade irá afetar o cliente. 

Ao estabelecer expectativas para o seu horário típico, mostre que você responde bem a eles. Quando não estiver no mesmo lugar, seu senso de responsabilidade e padrões de disponibilidade são o que demandam confiança. Quanto mais pró-ativo e responsável você for nesses quesitos, mais vai destacar-se. Esteja disponível via e-mail e em ao menos mais uma plataforma (como o Skype) e responda rapidamente, mesmo se for apenas para deixar seus colegas cientes de que você não pode falar agora, mas entrará em contato em breve.

Uma vez propenso a trabalhar com colegas de diferentes zonas temporais, encontre um horário comum para realizar os encontros sem que seja muito tarde (ou pior, esquecer de encontrar com a outra pessoa).

Crie um espaço de trabalho dedicado

Quando você trabalha on-line é preciso tentar garantir que está no caminho para ser engajado ao estabelecer uma rotina e espaços de trabalho dedicados. Alguns dos membros de nossa equipe compartilharam comigo que realizam incumbências e pegam café, e então permanecem vestidos e trabalham em seus expedientes. Alguns trabalham em regime de home office ou vão para espaços de trabalho compartilhados para que possam se concentrar. Independentemente da forma que se encaixa melhor para você, crie uma rotina e encontre um espaço de trabalho que o ajude a ser mais produtivo.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail