Home > Notícias

72% dos brasileiros dizem que tecnologia ajuda a crescer na carreira

Nova pesquisa da Lenovo revela aspectos da adoção de tecnologias inteligentes para transformar locais de trabalho.

Redação

23/10/2019 às 9h01

Sociedade Brasileira de Computação é contra criação de conselhos para profissão
Foto: Shutterstock

A Lenovo divulgou resultados de um estudo sobre como tecnologias inteligentes transformam o local de trabalho. A pesquisa foi feita com 15.226 indivíduos, falantes de sete idiomas diferentes de dez mercados globais.

Realizada entre 31 de março e 27 de abril de 2019, a amostra tem nível de confiança de 95%; mas, também, margem de erro total de +/- 1 ponto, ou de +/- três pontos percentuais por país.

Como resultado, 58% das pessoas acreditam que a tecnologia já está ajudando a criar ambientes de trabalho mais diversificados e inclusivos. Na outra ponta, 8% dos entrevistados discordam desta afirmação.

Dentre os países entrevistados, temos o Brasil, México, China, Índia, Japão, Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos, França e Itália. Destes, 51% dos entrevistados demonstram alguma preocupação sobre a possibilidade das novas tecnologias "eliminarem seus empregos".

Por outro lado, pouco mais das pessoas (52%) afirmam estar "extremamente" ou "muito interessadas" sobre a automação assumir os aspectos mais repetitivos do seu trabalho. Foi constatado que:

  • 45% acredita que assumirá tarefas que consomem muito tempo, como papelada;
  • 39% que assumirá planilhas de controle de horas e notas fiscais;
  • 37% que assumirá aspectos de limpeza e organização;
  • 36% que assumirá tarefas de anotação.

Foi destacado, também, que 58% dos entrevistados acreditam que a tecnologia pode ajudá-los a conseguir bons empregos e a fazer carreira. Os mais positivos sobre o impacto da tecnologia nas suas carreiras são trabalhadores da China (75%), Índia (73%) e México (72%).

Tecnologia para crescer

Na média global, 56% acreditam que a tecnologia torna mais fácil o crescimento de carreira. No Brasil, o número ganha destaque: 72% dos entrevistados compartilham esse pensamento. Os dois países mais otimistas sobre o assunto são Índia (85%) e México (74%).

Ao assumir tarefas mais repetitivas, o trabalho de automação permite que os trabalhadores desenvolvam suas habilidades. Em suma, a adoção de sistemas inteligentes deve tornar o quadro de empregados mais relacional.

Isso também inclui os impactos na produtividade. Sobre este aspecto, 50% dos entrevistados acreditam que dispositivos inteligentes ajudam a economizar no mínimo 30 minutos por dia. O principal motivo é porque estes mecanismos fazem estas tarefas mais depressa e com maior eficiência.

"A força de trabalho da próxima geração, que demanda métodos de trabalho mais flexíveis, cresceu constantemente conectada à tecnologia", disse Dilip Bhatia, Vice-Presidente de Experiência do Usuário e Cliente da Lenovo.

"Os benefícios que esses dispositivos agregam causam um impacto mais profundo nos locais de trabalho atuais do que jamais vimos antes", comentou Bob O'Donnell, Presidente e Chief Analyst da TECHnalysis Research.

Para ele, as novas tecnologias "transformarão em realidade as promessas de tornarmos os locais de trabalho ainda mais interessantes e produtivos".

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail