Home > Notícias

Aché Laboratórios fortalece core dos negócios para acelerar transformação digital

Déborah Oliveira

19/05/2016 às 11h38

Aché Laboratórios fortalece core dos negócios para acelerar transformação digital
Foto:

Desde que assumiu a tecnologia da informação da Aché Laboratórios, Eduardo Kondo imprimiu novo ritmo à área e uma série de mudanças foram realizadas em busca de melhorias e ampliação da competitividade. Recentemente, a empresa migrou 4,5 mil contas de e-mail para o Office 365, unificando todas as áreas em uma plataforma na nuvem, além de ter adotado a solução fiscal da SAP.

Outra mudança foi a chegada do SAP Hana no laboratório. Segundo Kondo, o trabalho, que engloba Aché e Biosintética, além das controladas Magenta, Mafra e Propecus, foi concluído em fevereiro de 2016 e consumiu quatro meses de trabalho.

“Com Hana, registramos vários benefícios em relação à performance”, sintetizou o executivo. Leandro Roldão de Oliveira, gerente de Sistemas da Informação da empresa, afirmou que antes processos que consumiam duas horas para serem realizados, caíram para dez minutos e transações que no cenário anterior eram concluídas em dois minutos são feitas agora em tempo real

Como exemplo de atividades que foram beneficiadas, ele citou operações financeiras, fechamento de custos e fechamento mensal. “Há sempre uma curva de maturidade, já tivemos muitos ganhos, mas as melhorias certamente serão superiores”, completou Oliveira. Kondo citou outra mudança positiva: redução de custos com hardware.

O CIO conta que, atualmente, a TI está trabalhando para organizar a casa e acelerar a transformação digital da empresa. “Não podemos esperar. Estamos fortalecendo o core para termos uma camada robusta por trás”, comentou o executivo. Uma das iniciativas é a adoção de um CRM para garantir a jornada do consumidor, desde quando ele vai ao médico, até a compra do medicamento. O projeto é parte do programa de fidelidade batizado de Cuidados pela Vida, algo que Kondo considera bastante disruptivo para os negócios do laboratório.

>> Veja a cobertura completa do Sapphire Now 

"Quando olhamos base de dados de consumidores, miramos o desenvolvimento de produtos não baseado em finanças, mas nas necessidades deles, no envilecimento populacional e outros fatores”, explicou, demostrando o alinhamento com os negócios. Análises preditivas também estão na lista de projetos atuais.

Para os próximos meses, Kondo afirmou que a TI buscará novos caminhos para o digital, como internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), que já é usada na fábrica, mas que deverá chegar a outras frentes, como em um relógio que eventualmente pode lembrar consumidores sobre a ingestão de remédios e oferecer dicas de saúde.

A mobilidade, que já é consolidada na Aché, também será ampliada. Hoje, 2,5 mil funcionários são equipados com tablets e smartphones para aprimorar o trabalho do dia a dia, mas a ideia é usar o SAP Fiori para aprovação de relatórios de despesas, garantindo mais produtividade para o time. 

*A jornalista viajou a Orlando (EUA) a convite da SAP

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail