Home > Colunas

Afinal, por que os “managed services” são estratégicos para sua companhia?

Outsourcing, também conhecido como managed services, é a prática de terceirizar serviços ligados à parte estratégica das empresas.

*Carlos Almeida

16/01/2020 às 22h42

Foto: Shutterstock

Outsourcing, também conhecido como serviços gerenciados ou managed services, é a prática de terceirizar serviços ligados à parte estratégica das empresas para buscar fontes externas que auxiliem e complementem a realização de trabalhos. Esses serviços trazem inúmeros benefícios para uma companhia, mas o principal é liberar as lideranças de TI para focar em outros negócios estratégicos para as empresas. Os ganhos, tais como melhoria da infraestrutura, gestão efetiva dos recursos, tanto em infraestrutura quanto em aplicações, são caminhos que essas lideranças percorrem para estar mais perto do negócio.

As soluções e inovações aceleram a maturidade da TI para que os CIOs e departamentos parem de lidar no dia a dia com execuções repetitivas, que causam problemas e insatisfação dos usuários das áreas de negócios. É muito prejudicial para a companhia, quando um serviço básico, como um servidor, cai recorrentemente. Essa falha constante poderia ser facilmente resolvida por alguma automação.

Quando se fala em outsourcing, é muito importante que o custo desse serviço seja menor ou igual ao que esse CIO teria ao contratar ou fazer isso de maneira própria. E, quando esse serviço é associado a uma ferramenta, é possível ter um volume bem menor de pessoas nas operações, pois é utilizado um sistema para automatizar processos, monitoramento e até mesmo execuções dentro da infraestrutura. A ideia é estar alinhado com as linhas de serviço da empresa.

Soluções como vRealize da VMware, por exemplo, melhoram muito o grau de automação de infraestrutura, criando uma cadeia de soluções automatizadas para situações que, antes, precisariam de uma ligação ou abertura de chamado. Então, há uma significativa redução de tempo e do recurso que precisaria executar essas tarefas no dia a dia. Com isso, é possível redirecionar as atividades desse recurso para outras mais importantes para o negócio. Assim, há uma melhoria na cadeia como um todo.

Os serviços gerenciados ajudam a migração para a nuvem, para facilitar o salvamento de dados. A nuvem já é uma realidade no mundo e também no Brasil. As empresas vão pouco a pouco aprendendo a lidar com ela e entendendo melhor como usá-la a favor da estratégia de desenvolvimento da tecnologia nos seus planos de negócios.

Por outro lado, os líderes dos negócios já pensam em adotar soluções em nuvem, no modelo SaaS. A negociação de novos contratos de data centers já vem com alguma solução em nuvem, e as grandes empresas de data centers já têm suas estratégias de oferta de serviços em nuvem também. Ou seja, é um conjunto de fatores que faz com que a tecnologia seja cada vez mais uma realidade. O executivo de tecnologia que não estiver pensando em migrar sua TI para a nuvem nos próximos anos vai ficar para trás.

O outsourcing, portanto, é uma peça-chave que traz experiência e seriedade para a jornada da transformação digital nos clientes, além de apoiá-los nas tomadas de decisão para construir novos e mais modernos ambientes.

*Por Carlos Almeida, diretor das áreas de Cloud e Managed Services e da Regional de São Paulo na Service IT.

**Sobre a Service IT: integradora de soluções e serviços de TI desde 1995, a Service IT é especializada em outsourcing e consultoria. A empresa possui uma equipe de profissionais altamente treinados e distribuídos em escritórios em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Buenos Aires e Santiago, com estrutura preparada para atender toda a América Latina. Com um Centro de Operações próprio, a Service IT monitora e gerencia o ambiente de TI de seus principais clientes. Representa, como parte de seu portfólio de soluções de infraestrutura, Amazon, Dell EMC, IBM, Lenovo, Microsoft, Oracle, RedHat, ServiceNow, Veeam, Veritas e VMware. Oferece as soluções de segurança Cyberark, Fortinet, LogRhythm, Palo Alto, PhishX, Qualys, Sonicwall, Sophos, Symantec e Trend Micro, e atua como um parceiro estratégico em cada um desses fabricantes. Mantém unidades de negócios especializadas em infraestrutura, gerenciamento de serviços, cloud computing e segurança da informação, e investe na certificação e capacitação de seus profissionais, para que se destaquem no mercado e prestem serviços que superem as expectativas de seus clientes.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail