Home > Notícias

Amazon lança Alexa for Business, assistente virtual corporativo

Guilherme Borini

30/11/2017 às 16h25

Echo
Foto:

Voz é a próxima disrupção da computação e a interface do futuro. A afirmação de Werner Vogels, CTO da Amazon.com, introduz o novo grande lançamento da companhia. Durante apresentação no re:Invent, evento anual da Amazon Web Services (AWS) realizado nesta semana em Las Vegas (EUA), o executivo apresentou o Alexa for Business, assistente inteligente para ambientes corporativos.

O dispositivo é uma espécie de evolução do assistente virtual Alexa e realiza ações básicas da vida corporativa, como agendamento de reuniões - tudo integrado com a agenda do usuário. A solução tem integração disponível com plataformas como Office 365, da Microsoft, e G Suíte, do Google, além de diversos outras ferramentas corporativas, como RingCentral, Salesforce, Concur, SAP Success Factor e splunk.

Um dos recursos é a possibilidade de entrar em em reuniões virtuais simplesmente ao dizer "Alexa, começar a reunião". Ainda, é possível ligar o equipamento de videoconferência ou se conectar em teleconferências.

Vogels explica que a ferramenta, no entanto, vai além do ambiente corporativo e permite recursos como tocar música, informar previsão do tempo, bem como controlar a televisão. "A nova geração dos sistemas, criada por arquitetos do Século 21, vai usar voz e interação natural", destacou o executivo.

Foco em comandos de voz

A voz, para Vogel, permite democratizar o acesso à tecnologia, por isso é a nova tendência do mercado. "Se você der para um iPad seu avô, por exemplo, ele provavelmente apenas apertará o botão de início. Com recursos de voz, ele terá acesso muito mais fácil", exemplificou.

Para a Amazon, comandos de voz serão a próxima forma de acessar tecnologias, algo como o mouse em PCs e recursos de touch em smartphones e tablets.

Lançada em 2014, a Alexa, que funciona com a linha Echo Dot, tem recebido grandes investimentos da companhia. Só na Black Friday, por exemplo, a companhia afirma ter vendido milhões de dispositivos. Resta saber se a companhia conseguirá ter sucesso no mundo corporativo e bater de frente com o Cortana, da Microsoft, por exemplo.

*O jornalista viajou a Las Vegas (EUA) a convite da Amazon Web Services

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail