Home > Notícias

Ataque cibernético é a maior preocupação dos gestores, mostra pesquisa

Déborah Oliveira

16/05/2017 às 16h00

Foto:

Segurança cibernética está no topo das questões que irão determinar a reputação e o valor financeiro das empresas ao redor do mundo. Pesquisa patrocinada pela empresa global de consultoria FTI Consulting e feita pela Economist Intelligence Unit, mostra que ataques cibernéticos representam hoje grande fator de risco e são responsáveis de forma mais significativa por crises corporativas.

De acordo com 53% dos executivos entrevistados, os ciberataques tiveram o maior impacto na reputação de suas empresas em 2016, e 36% disseram que, nos próximos três anos, os riscos cibernéticos terão mais influência nas crises corporativas do que as reformas políticas, desigualdade social ou manifestações.

Com crescente número de ameaças, conhecer e gerenciar bem os riscos de segurança cibernética é uma das grandes preocupações dos líderes de empresas. “Gerenciar uma crise por causa de ataques cibernéticos está se tornando um dos maiores desafios enfrentados por governos e pelo setor privado, ao lado de esforços crescentes que estão sendo desempenhados para proteger dados, ativos e marcas”, afirma Cynthia Catlett, diretora-gerente na área de Prática de Investigações e Riscos Globais da FTI.

Para a especialista, o nível de maturidade das empresas brasileiras para essa questão ainda é pouco avançado. “O Brasil está dando seus primeiros passos com relação à segurança das comunicações de companhias, tanto públicas como privadas. O Centro de Defesa Cibernética — previsto na Estratégia Nacional de Defesa e criado no âmbito do Ministério da Defesa em 2010 – continua afetado pela falta de recursos financeiros. Temos uma vulnerabilidade que é evidente”, afirma.

Incluir o segurança da informação na agenda dos conselhos de administração também é um desafio. De acordo com o levantamento da FTI com o The Economist, os executivos apontaram para a necessidade de o conselho desempenhar um papel maior. “O que muitos empresários querem ver hoje é que membros do conselho se responsabilizem e assumam um papel de liderança ao tratar dessa questão. Para isso, os conselheiros devem identificar a relevância da segurança da informação para o seu negócio para que se possa discutir esse tema e tomar as medidas necessárias para combater os ataques e criar soluções fortes para a ameaça virtual”, ressalta.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail