Home > Notícias

Base legal no Brasil é boa, mas precisamos de infraestrutura e 5G

André Spera

07/11/2017 às 19h17

Foto:

Por onde caminha a transformação digital no Brasil? Para o advogado Leandro Netto, palestrante do IT Forum Expo 2017, o País precisa trabalhar para que alguns habilitadores, em suas palavras, possam estruturar o crescimento. A apresentação do sócio do escritório Lima Junior, Domene e Advogados Associados foi parte da programação do palco High Touch, High End.

“Um dos principais habilitadores do mercado é a infraestrutura, pois sem ela não há transformação digital. Outro é P&D, porque sem pesquisa não temos uma política coerente para o desenvolvimento, bem como uma educação voltada para o mundo digital. Outro ponto é a confiança dos players do mercado sobre o que está sendo feito no Brasil. E por último, é preciso fortalecer a presença do Brasil globalmente.”

Entre os destaques da sua apresentação está o fato de que a implantação da TV digital foi um marco importante para democratização do ambiente digital em solo brasileiro. “Ela é fundamental para a propagação da internet, e creio que a partir dela, veremos inúmeros novos negócios surgindo nos próximos anos. Inclusive existe uma Medida Provisória que pretende facilitar a vida dos data centers no país. Sabemos que é custoso e difícil mantê-los e tem de haver uma política de Estado para que isso aconteça da melhor maneira”.

Para o palestrante outro habilitador importante para o desenvolvimento é a cibersegurança, aspecto no qual ele observa bons avanços. “O Marco Civil da Internet e a Lei de Acesso à Informação dão ao mercado uma maior percepção de que existe um combate à corrupção e à pirataria. Existe maior segurança institucional e regulatória”.

5G e ambiente para inovação

Agora, a meta é focar em oportunidades, e favorecer o ecossistema de inovação no qual novas companhias possam florescer. “São Paulo é uma das mais importantes cidades para o ecossistema de inovação e startups, uma das 20 principais do mundo. Mas sabemos que a velocidade que adotamos nem sempre é a velocidade necessária ideal, estamos estagnados em inovação. Devemos focar nas oportunidades. Há mais jovens querendo empreender no Brasil do que nos Estados Unidos”, observou Netto.

Entre as áreas que o especialista apontou como uma das principais para investimentos no país está a rede móvel 5G. “Possivelmente será realidade nos Jogos Olímpicos do Japão. Eu olharia no 5G e investiria no país para estarmos preparados para isso."

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail