Home > Notícias

Berzoini se reúne com Icann e discute governo eletrônico

04/03/2015 às 10h59

Berzoini se reúne com Icann e discute governo eletrônico
Foto:

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, se reuniu nesta segunda-feira (2) com o presidente do Icann (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), Fadi Chedahé, durante o GSMA Mobile World Congress, feira internacional de telecomunicações que está sendo realizada em Barcelona, na Espanha.

"É uma oportunidade única de fazer esse contato de ponta, dar continuidade às iniciativas que nós já tivemos na gestão do Paulo Bernardo e nesses dois meses que nós já estamos no ministério e aprofundar possibilidades no campo de governo eletrônico, de política industrial e de ampliar o acesso à comunicação de banda larga e de mobilidade em geral", disse Berzoini.

No encontro, o ministro falou da importância do debate sobre a neutralidade, segurança e privacidade da rede, reafirmando postura já exposta pelo governo brasileiro no sentido de descentralizar a gerência de conteúdo e tráfego da internet. Chedahé deu sinalizações positivas relacionadas à essa pluralidade de gestão de dados na rede. Coordenador do sistema de nomenclatura para a Internet, o Icann tem um papel fundamental na expansão e evolução da Internet em todo o planeta.

Governo eletrônico

"Nós temos um grupo de trabalho coordenado pela Casa Civil que está tratando de estratégias para viabilizar que o governo possa de um lado economizar recursos pela convergência de cadastros e serviços e, de outro lado, oferecer ao cidadão um governo totalmente desburocratizado, que economize tempo e dinheiro", contou Berzoini.

"Um pequeno exemplo foi dado nessa semana, quando a presidenta Dilma e o ministro Guilherme Afif lançaram o Bem Mais Simples, programa de fechamento e abertura rápida de empresas. A ideia que é o cidadão perceba o governo como algo que não atrapalha a sua vida, só ajuda", afirmou.

Telebras

O ministro disse ainda que a Telebras terá "um papel importantíssimo" no desenvolvimento do Banda Larga para Todos –promessa de campanha da presidenta Dilma – e que a estatal "certamente será uma peça central" no programa. "Vamos definir o papel da Telebras no mês de março", afirmou.

Buscando investimentos

Neste primeiro dia da feira, o ministro também se encontrou com empresários e executivos do setor, com quem discutiu investimentos no Brasil e experiências de governo digital. A americana Qualcomm e a chinesa Huawei foram duas companhias com as quais Berzoini conversou nesta segunda-feira.

O ministro se reuniu ainda com Andrus Ansip, vice-presidente da Comissão Europeia, e representantes da África do Sul, Líbano, Macedônia, Paquistão e Jordânia para discutir experiências de governo eletrônico e seu papel na condução da proporcionar mais proximidade, eficiência e praticidade na relação do cidadão com o governo.

Sobre a feira

"É o top da indústria que está aqui, tanto em termos de empresas que produzem componentes e aparelhos quanto as operadoras e governos", afirmou o ministro. "É um evento de grande importância para o Brasil", disse.

Berzoini reforçou a postura do governo brasileiro em garantir pluralidade na gestão da rede, em sintonia com o Marco Civil da Internet, em vigor desde junho de 2014 e que agora está em processo de regulamentação com a participação da sociedade civil.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail