Home > Notícias

Brasileiros se dizem expostos a pelo menos um risco on-line

Déborah Oliveira

07/02/2017 às 15h59

Foto:

No dia em que se celebra, globalmente, o Dia da Internet Segura, a Microsoft divulgou pesquisa, realizada em 14 países, incluindo o Brasil, que examinou atitudes e percepções das pessoas sobre comportamentos e interações on-line. Em um dos resultados, 71% dos brasileiros disseram ter sido expostos a pelo menos um risco on-line no passado.

A maioria dos 17 riscos on-line elencados mundialmente estava acima da média internacional no Brasil. Trolling (23%) e Assédio on-line (22%) foram os principais riscos comportamentais, sendo ambos ligeiramente superiores à média internacional. Além disso, 67% dos brasileiros relataram uma consequência após terem sido expostos a um risco on-line.

Os riscos virtuais que geram maior preocupação nos brasileiros são: Doxxing (forma de chantagem ou de destruir a reputação de pessoas on-line), 59%, Dano à reputação pessoal (54%) e Discriminação (53%). Metade dos entrevistados globais relatou estar "extremamente ou muito" preocupados com a vida on-line em geral.

O Índice da Microsoft foi realizado em junho de 2016 com adolescentes (idades 13-17) e adultos (idades 18-74). Foram feitas perguntas como "quais riscos on-line você e pessoas próximas a você têm experimentado, quando e com que frequência os riscos ocorreram e quais as consequências e ações foram tomadas?" - e mediu a exposição dos participantes a 17 riscos on-line em quatro áreas: comportamental, reputacional, sexual e pessoal / intrusivo.

Por uma internet melhor
Para contribuir com a discussão que o dia Dia da Internet Segura traz à tona, a Microsoft está lançando a campanha virtual: “Por uma Internet Melhor”, que busca incentivar as pessoas a abraçar a cidadania digital e tratar cada indivíduo on-line com respeito e dignidade.

A campanha dissemina princípios simples, mas uma nova pesquisa da Microsoft, o Índice de Cidadania Digital, mostra que o comportamento inapropriado no ambiente online está gerando preocupação sobre o tom das interações e também sobre o crescimento dos riscos no futuro, reforçando a necessidade de pessoas e empresas atuarem em prol de uma internet melhor.

Formulada com base na pesquisa, a campanha busca disseminar alguns comportamentos que podem fazer da internet um lugar mais seguro e diverso para todos e usa as hashatags #CidadaniaDigital e #InternetMelhor

Os princípios da campanha são:
1- Trate os outros como gostaria de ser tratado
Aja com empatia, compaixão e gentileza em cada interação e trate todos com dignidade e respeito

2- Respeite as diferenças
Compreenda diferentes perspectivas e evite ofensas e ataques pessoais

3- Pense antes de responder
Não publique ou envie nada que possa ofender outra pessoa, prejudicar reputações ou ameaçar a segurança de outros

4- Proteja você e os outros
Apoie as vítimas de abusos online, informando sobre atividades que ameacem a segurança de qualquer um e preservando evidências de comportamento inapropriado ou inseguro

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail