Home > Notícias

BTG Pactual lança Stratsphera, plataforma de Algo Trading com competições e prêmios

O único portal aberto a oferecer um simulador para o mercado brasileiro

Redação

18/04/2018 às 15h11

Nasdaq testa sistema de inteligência artificial para rastrear traders maliciosos
Foto:

O Banco BTG Pactual lançou nesta quarta-feira (18/4) o stratsphera.com, o primeiro portal voltado para a formação de uma comunidade brasileira de algo trading. A plataforma é aberta e oferece uma ferramenta acessível a qualquer interessado em desenvolver algoritmos, que conta com um simulador com dados históricos de diversos ativos e índices macroeconômicos.

A biblioteca de dados começa com ativos do Brasil e dos Estados Unidos desde 2007, índices disponibilizados pelo Ipea e sinais extraídos do Twitter. Os parâmetros de negociação podem ser ajustados para tornar a simulação mais próxima da realidade de cada usuário, possibilitando uma diversidade maior de estratégias.

Analistas estimam que, nos EUA, os fundos quantitativos – aqueles geridos com base em algoritmos –  apresentaram aumento de 15% ao ano nos últimos seis anos e controlam hoje cerca de US$ 1,5 trilhão. É o setor de maior crescimento da indústria de fundos de hedge. No Brasil, a tendência de crescimento é a mesma, mas com números bem menores.

“Os algoritmos representam o que há de mais disruptivo no mercado financeiro. Estimular a pesquisa sobre esse tema é o nosso principal objetivo. Queremos estimular o desenvolvimento do mercado brasileiro de algo trading”, disse Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.

O usuário também terá acesso a tutoriais, fórum de debates e notícias sobre algo trading e programação. Pesquisadores, desenvolvedores e profissionais de finanças vão encontrar um ambiente colaborativo de fácil navegação, que estimula compartilhas os conteúdos.

Propriedade intelectual garantida

De acordo com o BTG, os algoritmos criados no Stratsphera ficam protegidos e apenas o próprio usuário tem acesso aos seus códigos, mantendo a propriedade intelectual segura. “Nós buscamos o máximo de transparência possível em relação às medidas de segurança e políticas adotadas. Todo código gerado, quer participe ou não de uma competição, é de propriedade intelectual privada do usuário”, disse Jerckns Cruz, head da mesa de Algorithmic do BTG Pactual.

Além da plataforma, o Stratsphera irá fomentar o desenvolvimento de estratégias algorítmicas com competições e prêmios. A primeira disputa terá início em junho, após realização de roadshow nas universidades interessadas nesta iniciativa, incluindo as brasileiras FGV, PUC-Rio, UFRJ e ITA, além da Universidade de Harvard e do MIT.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail