Home > Notícias

C6 Bank e MIT firmam parceria para jovens criarem apps em 30 minutos

Iniciativa visa atender jovens de comunidades vulneráveis, trocando situação de consumidor para criador de tecnologia

Redação

04/12/2019 às 19h37

Foto: Shutterstock

Em conjunto com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, o banco brasileiro C6 Bank lança no Brasil iniciativa que estimula jovens de comunidades vulneráveis a criar aplicativos que possam ter impacto local ou global.

A iniciativa visa treinar as pessoas na ferramenta MIT App Inventor para que atuem como multiplicadores. Ela permite que usuários criem aplicativos em menos de trinta minutos.

O objetivo declarado é dar aos jovens a chance de inverter o papel de consumidor de tecnologia para criador. Batizada de MIT-Brazil App Inventor, a iniciativa terá início em janeiro de 2020. Alunos do MIT virão a São Paulo para formar os jovens.

Ainda em busca de parceiros, como instituições e pessoas ligadas a educação e tecnologia, o projeto se mostra ambicioso. As inscrições podem ser feitas nesta página e serão encerradas em 10 de dezembro.

A formação dos multiplicadores acontecerá de 6 a 17 de janeiro e são presenciais, das 13h às 17h. O C6 Bank destaca, como conteúdo, o aprendizado da ferramenta App Inventor; Inteligência Artificial e Machine Learning; metodologias para solução de problemas; e o projeto que ajuda a construir o próprio app.

As aulas acontecerão no BandTec, localizado na rua Haddock Lobo, 595 - Cerqueira César, São Paulo - SP.

Para qualquer um

O MIT App Inventor é uma aplicação de código aberto baseada em blocos de ferramentas. Ela não exige conhecimento prévio em desenvolvimento de software. Qualquer um, incluindo crianças, podem usá-lo para construir apps para smartphones e tablets.

A ferramenta já deu origem a mais de 43 milhões de aplicativos, sendo vários de cunho social. Um deles, o Hello Navi, ajuda deficientes visuais a conhecer o ambiente da escola.

O C6 Bank vai atuar como correalizador do projeto. A empresa será responsável pela continuidade do programa no Brasil. Ela prevê encontros periódicos com os multiplicadores ao longo de 2020 para entender as necessidades das comunidades e auxiliá-los na construção de um plano de aula que abrange, também, técnicas de ensino de fácil absorção do conteúdo.

O banco tem ajuda de profissionais da IDEA9, comprada em agosto deste ano. A ideia é formar, em janeiro, 90 multiplicadores, que deverão formar outros multiplicadores e expandir a rede do MIT App Inventor.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail