Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


6 habilidades que todo líder deveria praticar

Por Redação

em Carreira

3 semanas atrás

Especialistas indicam na Harvard Business Review que melhor caminho é aprender fazendo

Para que um executivo desenvolva proficiência em liderança, é necessário mais do que ler livros ou participar de cursos e treinamentos. É necessário experiência real e prática contínua. Dominic Barton, que atuou como diretor administrativo global da McKinsey & Company entre 2009 e 2018, por exemplo, não cita programas de educação, mas experiências de “aprender fazendo” que moldaram sua carreira de sucesso.

Na Harvard Business Review, os contribuidores Ron Ashkenas e Brook Manville relatam como o líder de escritório da McKinsey Korea percebeu que tinha “um pequeno playground para experimentar coisas novas” – e contra todos os conselhos de colegas locais de serem cautelosos e seguirem normas culturais, começou a escrever uma coluna de jornal provocante que desafiava as tradicionais formas de trabalho entre empresas locais, à medida que seus mercados continuavam a se globalizar.

“Eu me arrisquei, e isso nos ajudou a nos colocar no mapa, como nunca antes. Meu avaliador de desempenho costumava me bater regularmente durante esses dias porque eu era melhor em abrir novas iniciativas do que levá-las à conclusão. Quando mais tarde me tornei chefe da McKinsey Asia, ele me ajudou a ver que eu precisava contratar um COO sólido para trabalhar comigo – o que aumentou substancialmente minha eficácia de liderança nesse papel maior”, diz ele.

Nessa esteira, um estudo da Harvard Business Review revelou seis habilidades de liderança em que a prática foi particularmente importante

1. Formar uma visão que seja estimulante e desafiadora para sua equipe

2. Traduzir essa visão em uma estratégia clara sobre quais ações tomar e o que não fazer

3. Recrutar, desenvolver e recompensar uma equipe de ótimas pessoas para realizar a estratégia

4. Concentrar-se em resultados mensuráveis

5.  Promover a inovação e aprender a sustentar a equipe (ou organização) e desenvolver novos líderes

6. Liderar-se a si mesmo – conhecer-se, melhorar-se e gerenciar o equilíbrio adequado em sua vida

Sucessos e fracassos de um líder

Não importa o momento da carreira, o executivo pode encontrar oportunidades para praticar essas seis habilidades, em diferentes graus de sucesso. No entanto, ao refletir sobre seus sucessos e fracassos em todas as etapas e receber feedback de colegas e mentores, é possível fazer ajustes positivos e encontrar mais oportunidades de aprender.

É essencial não esperar que as oportunidades de aprendizagem sejam dadas. O profissional precisa procurá-las e oferecê-las para levá-las adiante. Stew Friedman, da Wharton, descreveu como um jovem gerente que aspirava se tornar um CEO e se juntou a um conselho comunitário baseado na cidade, o que lhe permitiu aprimorar suas habilidades de liderança. Três anos depois, ele estava em uma trilha formal de sucessão para CEO.

Eventualmente, à medida em que progride, o profissional alcança um nível de capacidade nessas áreas de modo que começa a ver resultados: conseguirá fazer com que as coisas aconteçam por meio das pessoas que trabalham para ele em sua equipe ou em sua divisão.

Os resultados começam a se acumular, como um novo produto que se tornará um grande sucesso ou se encarregará de uma iniciativa de transformação que redefine um grande mercado. Assim o executivo se tornou um líder, capaz de reunir uma organização de pessoas em torno de uma meta coletiva significativa e entregar os resultados para alcançá-la.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail