Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Como crescer e alcançar metas na carreira?

Por Redação

em Carreira

1 semana atrás

Mapa de experiência pessoal ajuda a traçar metas, ensina Harvard Business Review

É fácil ficar confuso sobre como crescer na carreira. É um desafio competir contra todos os outros colaboradores do setor que desejam ter alto desempenho. Por isso, é tão importante ter desenvolvimento. Mas, como fazer isso?

Crescer mais rápido

Para crescer com mais sucesso, revela Marc Effron, na Harvard Business Review, é preciso combinar aprendizagem no trabalho, social e formal, também conhecido como modelo 70-20-10. Este mantra derivado de pesquisa diz que cerca de 70% do crescimento profissional virá das experiências de trabalho, 20% virão de interações com os outros, e 10% virão da educação formal.

É como um ciclo: realizar com sucesso, receber feedback e voltar a atuar de forma ainda melhor. As experiências impulsionam esse ciclo de crescimento. Por isso, é preciso entender quais experiências são mais importantes e ganhar o maior número delas o mais rápido possível.

Dois passos principais para crescer mais rapidamente são:

1. Determinar o seu de/para.

2. Obter as experiências e criar um mapa de experiência pessoal.

Determinar o seu de/para

Para usar o Google Maps, é necessário prover duas informações: a localização atual e o local desejado. Quanto mais precisamente inserir cada coordenada, maior será a probabilidade de chegar aonde deseja ir. O processo de crescimento deve seguir exatamente o mesmo caminho.

O desafio para muitos de nós é que estamos delirando sobre nossa origem e destino reais. Muitas vezes, pensamos que estamos começando muito à frente de onde estamos objetivamente e que chegamos quando ainda estamos a centenas de quilômetros de nossa meta.

Exemplos de excelentes declarações de/para incluem:

– De um colaborador individual que agrega valor por meio de conhecimento técnico e segue de perto as instruções de outros, para um líder de pessoas que cria uma estratégia clara e fornece resultados por meio de uma pequena equipe.

– De um estrategista de negócios que pode parecer indiferente e desinteressado daqueles com menos poder intelectual, para um gerente geral que alinha e inspira sua região através de conexões pessoais e demonstra um cuidado genuíno com as pessoas.

Essas declarações são exemplos reais de executivos bem-sucedidos que fizeram um progresso tremendo quando suas necessidades foram esclarecidas. Ambos os líderes são agora CEOs – um de uma cadeia de varejo de US$ 10 bilhões e outro de uma empresa especializada em óculos.

Para obter um de/para preciso, é necessário deixar o ego de lado e perguntar a alguns superiores e colegas de confiança por sua visão extremamente sincera de sua origem e destino. Introduza o conceito de/para para eles, mostre-os exemplos de/para, e peça para pensar sobre o seu de/para. Diga-lhes para serem honestos, porque a transparência deles permitirá que você cresça mais rápido.

Criar o mapa de experiência pessoal

Como a proporção 70-20-10 diz que as experiências aceleram mais o desenvolvimento, o profissional vai querer entender quais experiências vão construir sua carreira e, mais importante, as poucas e mais poderosas experiências que podem fechar a lacuna de/para. Um mapa de experiência pessoal atualizado regularmente ajudará a traçar seu caminho.

Um mapa de experiência pessoal mostra quais experiências a pessoa deseja adquirir nos próximos dois a cinco anos para aumentar sua carreira. É um documento de planejamento prático que descreve como alcançar o seu melhor desempenho.

Existem dois tipos de experiências que irão acelerar o desenvolvimento – experiências funcionais e experiências de gestão. As experiências funcionais ajudam a torná-lo ótimo em algo, ou seja, marketing, cadeia de suprimentos, R&D. Eles permitem que o colaborador prove que é altamente competente no que faz. As experiências de gerenciamento ajudarão a provar que pode executar ou gerenciar uma variedade de situações desafiadoras.

Ao atingir com sucesso essas experiências desafiadoras, o funcionário prova para a empresa que é um líder versátil que merece uma chance de papéis maiores e mais importantes. O mapa de experiência pessoal pode ser criado depois de:

Entrevistar especialistas em seu campo

Os melhores e mais brilhantes em seu campo podem ajudá-lo a entender quais experiências o colocarão no top 10% e se tornar um especialista. Entrevistar esses líderes para saber quais experiências irão construir a excelência funcional é essencial. As entrevistas fornecerão a matéria-prima para criar o mapa de experiência pessoal.

Identificar especialistas dentro e fora da empresa: entrevistar os melhores da área, não apenas os melhores da sua empresa. Se a pessoa quer ser um diretor financeiro (CFO), pode identificar cinco CFOs que admira ou que são bem conceituados no setor. Se o objetivo é ser excelente na fase inicial de pesquisa e desenvolvimento farmacêuticos, é o mesmo processo.

Solicitar uma entrevista: envie um e-mail para cada líder, pedindo uma conversa informal em que eles possam ajudar alguém em seu campo a se desenvolver.

Pedir insights: durante a ligação, pergunte a eles: “Quais são as principais experiências funcionais [não necessariamente trabalhos] que você acredita que produzirão a mais alta qualidade [gerente geral, arquiteto de TI, diretor financeiro]?” ou, “Descreva o que você veria no currículo de alguém que é excelente em ___”. Se estiver com problemas para obter informações de qualidade, pergunte sobre as experiências mais valiosas que tiveram em suas próprias carreiras.

Construir o mapa

É preciso revisar as anotações de entrevista e listar as experiências que seus entrevistados descreveram. Nem tudo será útil; algumas informações se sobrepõem ou contradizem o que outro entrevistado disse. O objetivo é classificar essas informações para encontrar as poucas experiências que mais acelerarão sua carreira.

Uma experiência deve descrever um resultado comercial significativo – abrir uma nova instalação de produção, liderar uma equipe grande por meio de uma parada de negócios ou fechar livros para uma unidade de negócios. Deve ser um bloco significativo de sua capacidade funcional ou de liderança.

As experiências funcionais necessárias para ter um alto desempenho serão exclusivas para sua profissão, mas as experiências de gerenciamento serão muito semelhantes entre as profissões. As experiências de gerenciamento aumentam os recursos genéricos que são valiosos para todos os gerentes, independentemente de sua função. Para simplificar, essas experiências podem ser usadas:

Experiências de ciclo de vida: lidere em diferentes partes da sua empresa ou evolução do produto: uma situação de recuperação, uma startup, um ambiente estável, um mercado em desenvolvimento ou um mercado totalmente maduro.

Gerenciando experiências: atualize uma equipe de baixa qualidade, lidere uma grande equipe, gerencie uma equipe em que você tenha influência, mas não autoridade, lidere em um ambiente matricial, lidere em um ambiente altamente político.

Experiências geográficas: tenha experiências fora da sua geografia onde o idioma local não é seu idioma nativo.

Selecione de quatro a sete experiências funcionais e de três a quatro experiências de gerenciamento e relacione-as no mapa de experiência pessoal. O mapa deve ser focado e realista – uma folha de referência usada regularmente para planejar o crescimento e avaliar o progresso.

O mapa de experiência pessoal é um guia para aumentar continuamente o alto desempenho. Cria-lo será um dos seus melhores investimentos de tempo. O profissional pode rever o conteúdo do seu mapa sempre que mudar de emprego ou de empresa e, pelo menos, de seis em seis meses, para garantir que continua a ser um guia útil e atual.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail