Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Conheça a trajetória de 4 mulheres e líderes de empresas de tecnologia

Por

em Carreira

7 meses atrás

Paula Bellizia, Cristina Palmaka, Paula Paschoal, e Cristina Brisola evoluíram em suas carreiras e chegaram ao topo de gigantes

Paula Bellizia, Cristina Palmaka, Paula Paschoal, e Cristina Brisola. O que elas têm em comum – além do nome? Elas estão à frente dos mais importantes negócios de tecnologia no Brasil. Recentemente, elas falaram sobre suas trajetórias profissionais para o Leadership Academy, programa digital do IT Forum 365 que aborda a carreira de líderes de TI.

“É fundamental estar assessorado por pessoas que tenham conhecimento tão profundo quanto o seu e até melhor, e que possam te desafiar. Equipes fortes que conheçam necessidade de nossos clientes”, comenta Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil.

Paula Bellizia, diretora-geral da Microsoft Brasil, contou o principal motivo pela opção da carreira em TI: paixão por tecnologia. Claro, sempre houve a ambição de chegar a uma posição de liderança como a de hoje, mas o que realmente motivava nos primeiros passos na profissão era o impacto de sua atuação com tecnologia.

Paula Paschoal, diretora-geral do PayPal, lembra que logo depois de ter sua segunda filha o retorno ao trabalho reservou uma grata surpresa. “Voltei da licença e fui promovida. Isso mostra o quanto PayPal respeita a mulher e a diversidade”. Por isso, Paula diz que hoje tenta mostrar para seu time que é possível equilibrar vida profissional e pessoal. “É possível ter filho, equilibrar esportes. É possível ter esse equilíbrio no PayPal e isso que me faz trabalhar tão feliz”, completa.

Cristina Brisola, country manager da Hitachi Vantara, sempre quis ser exemplo e conseguir fazer a diferença no grupo. “O líder tem uma influência muito forte inclusive na vida pessoal das pessoas com quem trabalha. Essa influência é crítica e a responsabilidade é grande. Eu queria fazer a diferença de alguma forma para as pessoas”, comenta.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail