Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:

Crie oportunidades na carreira, aconselha executiva da GoDaddy

Por

em Carreira

6 meses atrás

Não é de hoje que a discussão sobre a liderança feminina está na pauta das empresas. Afinal, na média nacional, segundo o Great Place to Work (GPTW), CEOs mulheres representam 11% do total nas empresas. Já no setor de TI, o número é de apenas 5%. O tema, no entanto, ganhou reforço com exemplos de mulheres empoderadas em solo nacional, como Paula Bellizia, presidente da Microsoft Brasil, Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil, e Paula Paschoal, diretora-geral do PayPal Brasil.

Afinal de contas, o que fazer para que mais mulheres assumam posições de liderança? Na visão de Valéria Molina, diretora de Marketing da GoDaddy Brasil, as mulheres precisam acreditar mais no seu potencial de desenvolvimento e devem se preparar constantemente para assumir novos desafios.

“É preciso buscar de forma pró-ativa os desafios, assumindo mais responsabilidade, conversando com outros líderes, se candidatando para posições de liderança e identificando futuras oportunidades de liderança que venham a surgir na empresa”, aconselhou ela em entrevista ao IT Forum 365, acrescentando que é preciso coragem e iniciativa.

A própria Valéria assumiu essa postura pró-ativa e sempre buscou oportunidades de liderança em sua carreira. Um exemplo foi quando assumiu a diretoria de uma área na HP. A executiva trabalha no mercado de tecnologia há cerca de 15 anos, tendo passado pela Microsoft, Dell e HP. Além disso, ela é formada em Tecnologia em Processamento de Dados pelo Mackenzie. Recentemente, assumiu a diretoria de Marketing da GoDaddy, que tem investido em talentos femininos. Somente em 2016, 50% dos engenheiros recém-formados contratados pela empresa eram mulheres e 25% das posições de liderança da companhia são preenchidas por mulheres.

Como tudo começou

Valéria conta que sempre gostou de inglês e matemática e sua trajetória profissional naturalmente enveredou para TI. “É uma área que me atrai, pois aprendo todo os dias. Vejo um futuro promissor nesse segmento, pois a transformação digital está mudando radicalmente as regras dos negócios, gerando oportunidades de carreira”, observa a executiva.

Ela lembra que é visível que nesse mercado ainda há poucas mulheres. “Nosso desafio é conquistar eu espaço, remuneração adequada e posicionamento”, comenta ela, que afirma nunca ter sido preterida em promoções por ser mulher.

GoDaddy, Go

Segundo ela, a GoDaddy é, de fato, uma exceção no mercado de TI em participação feminina, mas a preocupação em torno do tema não pode parar e está sempre na pauta da companhia. “Fizemos recentemente parceria com um instituto nos Estados Unidos, para identificar mulheres qualificadas e preparadas para uma posição de liderança.

Com essa ação de desenvolvimento, treinamentos, webinar e mentoria, tivemos aumento da participação das mulheres de 5% para 31% em geral e nas áreas técnicas a participação é de 19%”, orgulha-se ela.

Para não deixar a chama se apagar, a GoDaddy mantém o GoDaddy Scholarship for Women in Technology, grupe que tem duas missões: tornar a empresa atraente para as mulheres, promovendo balanço entre vidas pessoal e profissional, e facilitar o desenvolvimento de carreira.

Recomendações

Para Valéria, além de buscar pró-ativamente oportunidades na carreira, as mulheres precisam estar sempre prontas. Ela explica. “Conheça seu mercado, sua indústria, sobre o que está acontecendo, sempre aprendendo. Busque e crie as oportunidades, não espere que elas venham até você”, recomenda.

“Passei muitos anos com cargos gerenciais, até conseguir ver a oportunidade para diretoria. A dificuldade que vi foi que muitas vezes quando surgia uma vaga na empresa, já tinha um candidato que assumia”, reflete ela.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail