Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:

Mandic Cloud Solutions apoia grupo Cloud Girls

Por Redação

em Carreira

6 meses atrás

Grupo, que completa nove meses de criação, conta com quase 2 mil pessoas cadastradas, sendo 95% mulheres

A comunidade Cloud Girls, grupo formado por mulheres para promover e incentivar cada vez mais a participação feminina no universo do cloud computing, conta com mais de 2 mil membros e com o apoio de seis empresas. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), feita pelo IBGE, a maioria dos profissionais de TI no Brasil é composta por homens, e as mulheres ocupam apenas 20% das vagas nesse mercado, portanto, esse grupo formado apenas por mulheres nasceu com o objetivo de dar mais visibilidade feminina no mercado de tecnologia.

O grupo nasceu devido à baixa presença feminina em palestras de tecnologia. O fato de que mulheres representavam menos de 10% em palestras da Amazon, por exemplo, começou a incomodar Danilo Alves, idealizador do Cloud Girls SP.

A participação em uma dessas ocasiões o levou a perguntar o que poderia ser feito para reverter esse cenário. A partir dessa percepção, surgiu a ideia de formar um grupo predominantemente de mulheres para acolher e incentivar a discussão sobre o tema sem desigualdade de gênero. Logo na primeira edição, o grupo contou com a presença de 90 mulheres. Já a segunda, atingiu 125 mulheres, o que incentivou ainda mais o projeto a continuar.

O grupo e suas iniciativas ainda estão no início e o maior desafio no momento é a busca por patrocinadores e novos apoiadores para engajar ainda mais o público, além de colaborar com os eventos, os quais acontecem mensalmente, tendo como participantes e palestrantes apenas mulheres.

A Mandic Cloud Solutions, empresa brasileira especialista no gerenciamento de cloud corporativo, apoia o grupo Cloud Girls desde o início do projeto, sendo considerada a primeira patrocinadora, o que vem contribuindo para a ascensão do grupo que hoje, com nove meses de criação, conta com quase 2 mil pessoas cadastradas, sendo 95% mulheres.

A empresa espera continuar colaborando para o crescimento da comunidade principalmente pela sua experiência em cloud no mercado. Alves acredita que o apoio mais relevante que receberam desde o começo de todo o projeto foi o da Mandic Cloud, que acompanha o processo até os dias de hoje.

 

A discussão da tecnologia é necessária para todos os públicos para que algumas ações possam ser tomadas a fim de prover uma ajuda em grande escala à sociedade. Um exemplo disso é a operação Serenata de Amor, uma inteligência artificial utilizada para analisar os gastos públicos do Brasil, que utilizou arquivos salvos na nuvem, além da tecnologia para emissão de boletos e contas para denunciar políticos que utilizavam dinheiro público em benefício próprio. Esse projeto contou com a ajuda de Jéssica Temporal, palestrante do Cloud Girls, que faz parte de todo o processo e contribuiu para o bom desenvolvimento do programa.


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail