Oi! Escolha uma opção para entrar

Nunca postaremos nas suas redes sociais

Se preferir, entre com seu e-mail

Esqueceu sua senha?
Não tem conta? cadastre-se grátis

Preencha o formulário abaixo para finalizar seu cadastro:


Maker, a solução 4.0

O conceito de indústria 4.0, foi utilizado pela primeira vez na feira de Hannover de 2011. Sua base consiste em conectar máquinas, sistemas e ativos para criar redes inteligentes que auxiliarão no controle produtivo.
Já o sistema de produção “Just In Time”, é um sistema de administração da produção que determina que tudo deve ser produzido, transportado ou comprado na hora exata. Ele talvez seja a base da indústria 4.0, o que criou as demandas que aperfeiçoaram e fizeram o termo surgir.

Resumindo: Todas as empresas modernas utilizam estes conceitos, para aumentarem seus lucros, trabalharem com maior eficiência, ou seja, menores estoques. Que significa, menos capital parado e, maior giro. Quanto mais girar o estoque, mais dinheiro é produzido.

Assim, tecnologia e novas formas de trabalho, são exigidas nesse processo.

A Robótica, já é base de diversas indústrias, como a automobilística, que permite criar veículos personalizados, em uma linha de produção.Se continuarmos a analisar essa mesma indústria, a criação de um protótipo de um novo veículo, cada vez custará menos e, seu tempo, cada vez menor. Ists graças as fantásticas ferramentas, que qualquer Maker tem ao seu dispor nos Makers Spaces.

Assim, chegamos no ponto onde podemos entender como a  Cultura Maker se cruza com a indústria 4.0.
Estamos às vésperas da CPBR12, (Campus Party Br – 12ª edição), que acontece entre os dias 12 e 17 de fevereiro de 2019.

Imagino que todos CEOs das grandes empresas brasileiras, secretários de cultura, tecnologia, desenvolvimento, etc. dos municípios próximos à São Paulo e até de outros estados, já tenham garantido sua presença em um evento como este! Só que não!

A CPBR12, para quem não sabe é o maior evento Maker do Brasil! O evento tem edições em outros estados, mas, sem dúvidas, a maior é a de São Paulo. O que acontece lá? Milhares de Makers, Geeks, Nerds, Gamers etc, reúnem-se durante 5 dias, 24h por dia, em mais de 900 palestras, com Hackatons, para desenvolvimento de projetos, internet com banda de 40GB, etc.

Um destes “malucos”, “campuseiros”, podem encontrar uma solução para seu negócio, mais rápido  barato, do que você possa imaginar! Empresas como a Ford, já fizeram isso, no lançamento de seu modelo Ford Mustang. Lançaram um Hackaton, na CPBR11, para o desenvolvimento de um aplicativo que conectasse com sua central multimídia!

Um Maker é um sujeito, cheio de ideias, disposto a encontrar solução para um problema. Aliás, ele adora problemas, desafios, etc.

A CPBR, dedica um espaço para mostrar Startups, que são selecionadas, através de um rigoroso processo, onde são levados em consideração; originalidade, criatividade, viabilidade e inovação.

Tive meu projeto de Startup escolhido para expor na CPBR11, e vi de perto como todo processo funciona. Repórteres dos principais programas de TV, estiveram lá, garimpando novidades, inclusive as minhas! Também vi projetos fantásticos, que muito provavelmente, estarão em breve sendo exportados para outros países! Estamos falando de um berço de novas tecnologias, desenvolvidas por pessoas, que antes de tudo, fazem por paixão!

“Criatividade apenas conecta as coisas. Quando você pergunta às pessoas criativas como bolaram algo, elas se sentem meio culpadas porque na realidade não bolaram, elas apenas viram isso acontecer. Simplesmente pareceu óbvio a elas depois de um tempo.” – Steve Jobs (Apple, NeXT, Studios Pixar).

Então podemos concordar que é fato: a revolução da nova indústria 4.0, passa a contar cada vez mais com seus Freelancers “Makers “para enxergar “Fora da caixa”, encontrando cada vez mais rápido soluções até antes não imaginadas!


Receba grátis as principais notícias do setor de TI

Newsletter por e-mail