Home > Notícias

CEO da SAP reforça transformação digital como centro da estratégia

05/05/2015 às 18h08

CEO da SAP reforça transformação digital como centro da estratégia
Foto:

O CEO da SAP Bill McDermott parece levar a cabo o slogan da companhia “Run Simple”. Diferentemente do que costuma acontecer em grandes eventos nos Estados Unidos, o executivo fez uma sessão de abertura mais curta do que o habitual durante o Sapphire Now, principal evento da empresa para clientes e parceiros que acontece ao longo desta semana, em Orlando (EUA), e com um discurso pautado pela simplicidade, mas com uma mensagem clara: mostrar aos presentes que a fabricante se preparou e está pronta para atuar no desafiador ambiente de digitalização dos negócios.

Por diversos momentos, McDermott abordou a temática da economia digital para mostrar como isso, de alguma maneira, se encaixava na estratégia da SAP, principalmente, na história recente, quando, em 2010, a fabricante passou a se questionar internamente se estaria preparada para um mundo que discutia uma TI diferente, com expressões como big data, internet das coisas, social, mobilidade, entre outros. "Nos questionamos se seríamos uma companhia importante nesse novo mundo ou não; e passamos a focar no cliente. A inovação continua acelerada, devices estão surgindo e não somos mais B2B, mas consumer to Business, as regras são dos consumidores”, comentou em uma das intervenções recheadas por vídeos com depoimentos de clientes e frases de impacto como: 'o que o passado pode nos ensinar' ou 'em que momento o cliente passou a entender mais de nós que nós deles'.

Falando em depoimentos, aliás, a surpresa foi o uso massivo de companhias não tão tradicionais nesse tipo de evento, um sinal claro de que a fabricante quer passar uma imagem diferente. Da Under Armour, produtora de artigos esportivos que apostou em soluções analíticas e em Hana para revolucionar o negócio e conhecer melhor o cliente, passando por Facebook e Google, que selaram parcerias importantes com a SAP, até a Liga de Hóquei norte-americana (NHL, da sigla em inglês), mostrando os benefícios que a tecnologia pode levar ao mundo esportivo.

No caso específico da Under Armour, McDermott frisou que a empresa saiu de um valor de mercado de US$ 200 milhões para US$ 20 bilhões em dez anos e a ideia de levar esse exemplo para a abertura foi justamente mostrar como um negócio complexo pode se beneficiar da tecnologia. A transformação envolveu automatização de supply chain, negociação com canais de venda, gestão de comunidades, entre outros, e o desafio era tornar essa gestão mais simples. “Eles tomaram a decisão de colocar toda a informação em um único banco de dados, o Hana, e passaram a utilizar também o S/4Hana.”

A ideia não é de apenas rodar o negócio em tempo real, mas elevar o nível e engajamento com o consumidor, que passa por diferentes momentos de interação, mas sempre com a melhor experiência possível. Seguindo nessa linha, McDermott retomou o S/4Hana e o classificou como principal lançamento da companhia em anos por “possibilitar repensar o modelo de negócio”.

Para o executivo, a plataforma renovada transformou o ERP, migrando-o de sistema de informação para algo transformador e inovador. "O S/4Hana trouxe flexibilidade e agilidade para o mundo do ERP e para os usuários, tirando vantagem do Fiori, que pensa 100% na experiência do usuário. Acabamos com a complexidade e trouxemos o mundo do analytics, que é pensar o hoje para dentro do ERP”, pontuou.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail