Home > Colunas

Cinco livros que podem ajudar a desenvolver a criatividade

Todos nós nascemos criativos e podemos aprimorar tal característica por meio de hábitos e atitudes, como por exemplo a leitura.

*Redação

18/02/2020 às 10h22

Foto: Shutterstock

Engana-se quem pensa que criatividade é um dom para poucos. Todos nós nascemos criativos e podemos aprimorar tal característica por meio de hábitos e atitudes, como por exemplo a leitura.

Considerada a terceira habilidade mais importante para o mercado de trabalho durante o Fórum Econômico de Davos de 2018, a criatividade também teve sua relevância bastante discutida no IBM Think Summit Brasil, em 2019. Com o avanço das tecnologias e o crescimento da automação, as habilidades humanas passam a ser cada vez mais valorizada pelos empregadores e a capacidade criativa é uma das principais delas.

“Característica inerente a todo ser humano, a criatividade pode ser exercitada. E uma das mais eficazes maneiras de desenvolvê-la é a leitura porque ela possui relação direta com o repertório cultural de cada indivíduo - já que o cérebro humano só pode fazer novas conexões a partir de novos dados”, afirma Alex Lipszyc, diretor de ensino da Panamericana Escola de Arte e Design. Segundo ele, tal habilidade pode ser alimentada pelo conteúdo de obras literárias inspiradoras, que fazem com que enxerguemos o mundo de maneiras diferentes.

Para te ajudar no processo, ele separou cinco publicações que agregam valor ao processo de desenvolvimento da sua criatividade.

1 - Criatividade S.A., de Ed Catmull

Escrito por Ed Catmull em parceria com a jornalista Amy Wallace, o livro expõe de forma honesta a história do presidente da Pixar. Na obra, Ed discorre sobre as escolhas que o tornaram um líder na indústria criativa, mostrando como se construiu ao lado de Steve Jobs o mais importante e lucrativo estúdio de animação da atualidade.

2 - Um toc na cuca, de Roger Von Oech

A obra lista bloqueios mentais que travam o pensamento criativo e ensina como superá-los. O objetivo do autor é mostrar que todos podemos ter ideias brilhantes, se encararmos as coisas de uma maneira diferente, descondicionando nossa forma de pensar.

3 - O andar do bêbado, de Leonard Mlodino

Escrito por Leonard Mlodino, o livro fala sobre a forma desajeitada com que lidamos com imprevistos. A ideia é mostrar que por mais organizados que sejamos, é impossível ter controle de tudo o tempo todo, e a maneira como reagimos ao acaso pode determinar o sucesso ou o fracasso de nossos projetos de vida.

4 - Pensamento Lateral, de Edward de Bono

Na obra, o autor fala sobre a importância de se enxergar problemas por diferentes pontos de vista para resolvê-los da melhor maneira. Além de técnicas de resolução de problemas, o livro faz um paralelo entre os pensamentos lógicos, sequenciais e eficazes, e os pensamentos criativos e intuitivos, ajudando a rever e recriar a forma como vemos o mundo.

5 - A coragem de ser imperfeito, de Brené Brown

O medo do erro é um dos muitos sentimentos que podem bloquear a criatividade inerente ao ser humano e por isso, apesar de não ter a capacidade criativa como tema central, essa obra pode ajudar lidar com processos limitantes. No livro, a autora discorre sobre a vulnerabilidade e como ela destoa de fraqueza, usando dados coletados durante 12 anos de pesquisa sobre o tema.

*Sobre a Panamericana: a vontade de ser a mais importante e moderna Escola de Arte e Design foi o que motivou a Panamericana a abrir suas portas em 7 de abril de 1963. E, logo no início, mantendo sua vocação para o pioneirismo, nasceu aquela que seria considerada a primeira e única Escola de Criação Profissional do Brasil.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail