Home > Notícias

CIOs de governos investem 21% do orçamento em iniciativas digitais

Guilherme Borini

03/05/2017 às 11h08

Foto:

Órgãos governamentais investem 21% do seu orçamento de TI em iniciativas digitais. O número, apontado em pesquisa do Gartner, é abaixo de organizações de alto desempenho nos setores público e privado, que gastam, em média, 33% do orçamento. Até 2018, as organizações de alto desempenho planejam gastar 43% de seus orçamentos de TI na digitalização, em comparação com 28% dos CIOs do governo.

A pesquisa Agenda CIO 2017 do Gartner inclui as opiniões de 2.598 CIOs de 93 países, representando US$ 9,4 trilhões em receita ou orçamentos do setor público e US$ 292 bilhões em gastos com TI, incluindo 377 CIOs de órgãos governamentais em 38 países.

Principais prioridades de investimento em tecnologia no governo
O Gartner pediu aos entrevistados que identificassem tecnologias com maior potencial para mudar suas organizações nos próximos cinco anos. A análise avançada ocupa o primeiro lugar em todos os níveis de governo (79%). A segurança digital continua a ser um investimento crítico para todos os níveis de governo (57%), particularmente em defesa e inteligência (74%).

A internet das coisas vai claramente impulsionar a mudança transformadora para os governos locais (68%), enquanto o interesse em algoritmos de negócios é maior entre os governos nacionais (41%). Todos os níveis de governo atualmente vêem menos oportunidades na aprendizagem de máquina ou blockchain do que os melhores desempenhos. Os governos locais são ligeiramente mais otimistas do que o resto do governo e os melhores desempenhos quando se trata de veículos autônomos (9%) e robôs inteligentes (6%).

Maiores barreiras para os CIOs do governo
As três principais barreiras que os CIOs do governo relatam que devem superar para alcançar seus objetivos são habilidades ou recursos (26%), financiamento ou orçamentos (19%) e cultura ou estrutura da organização (12%).

Explorando as áreas em que faltam competências para a força de trabalho, o setor governamental é vulnerável no domínio da análise de dados (30%), que inclui informações, análises, ciência de dados e inteligência de negócios. Segurança e risco estão em segundo lugar para o governo global (23%).

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail