Home > Cultura maker: facilitando a inovação nas empresas

A oportunidade de reinventar a roda

Quando experimentamos o novo, renovamos nossos conhecimentos e criamos novos “links” em nosso cérebro.

Mauricio Ramos

28/11/2019 às 15h28

Foto: Shuterstock

Uma das coisas que mais incomodam os empresários de nosso País são as sucessivas crises ocasionadas pelos nossos representantes nos diversos setores públicos, em um cenário onde as regras podem mudar a qualquer momento fazendo com que tenhamos que nos reinventar a cada momento. Imagine um jogo de futebol, onde aos 45 minutos do segundo tempo o juiz inventa uma cobrança de pênalti para o time que menos cometeu faltas!

Gosto de pensar em crises como oportunidades de ganhar mais dinheiro, pois os pessimistas de plantão normalmente perdem!

Pensando como Maker...onde alguém perde dinheiro, outro ganha dinheiro: Oportunidade!

O Maker é sempre positivo e acredita que pode fazer melhor, ou de forma mais eficiente!

Gosto da filosofia adotada pelo ex CEO da TAM, hoje LATAM, Comandante Rolim Amaro (1942-2001), um cara que começou na TAM como piloto e, após alguns anos, comprou-a e transformou de uma pequena empresa de táxi aéreo em uma das líderes nacionais do transporte de carga e passageiros. Ele criou uma oração, que sempre usava diante das crises que podiam abalar sua empresa:

“Benditos sejam meus concorrentes, que me fazem levantar cedo e me render mais o dia, que me obrigam a ser mais atencioso, competente e correto, que me fazem avivar a inteligência para melhorar meus produtos e meus serviços, que me impõem a atividade, pois se não existissem eu seria lânguido, incompetente e retrógrado, que não dizem minhas virtudes e gritam bem alto meus defeitos e assim posso corrigir-me, que quiseram arrebatar-me o negócio, forçando-me a desdobrar-me para conservar o que tenho, que me fazem ver em cada cliente um homem a quem devo servir e não explorar, o que faz de cada um meu amigo, que me fazem tratar humanamente meus vendedores, para que se sintam parte de minha empresa e assim vendam com mais entusiasmo, que provocaram em mim o desejo de superar-me e melhorar meus produtos, que por sua concorrência me converteram em um fator de progresso e prosperidade para meu País. Salve, meus concorrentes! Eu vos saúdo...que o Senhor lhes dê vida longa.”

No mundo Maker temos concorrência como em todos os setores da sociedade. Vivemos participando de eventos, na maioria das vezes a convite dos organizadores. Estes esperam que tragamos novos inventos ou projetos. Ninguém quer ver o mesmo dispositivo apresentado antes, no evento atual!

Então, como Rolim pede em sua oração, temos que nos reinventar, mantermos atualizados em um mundo que cria novidades a cada dia!

O que fazíamos ontem, está superado! Assim vi, em empresas onde trabalhei no passado, algumas lideres do setor desaparecerem do mercado! Seus CEO(s) não perceberam as mudanças ou os caminhos futuros que deveriam trilhar.

Outro grande CEO que conheço, sócio de uma das maiores empresas de consórcio nacional, diz: “Quando as coisas estão boas, é hora de mudar!”

Vejam, esses caras são Makers. Eles podem nem saber disso, mas são. Você que acompanha nossos posts, já deve ter percebido isso! Então, para facilitar as inovações e a criação de novos métodos e tecnologias dentro das empresas, temos que nos adiantar aos fatos. Temos sempre um plano B. Como um Maker, temos sempre que estar testando novidades!

É impressionante como isto nos faz ter novas ideias. Quando experimentamos o novo, renovamos nossos conhecimentos e criamos novos “links” em nosso cérebro. O que nos faz enxergarmos mais rápido as soluções diante dos desafios.

Fazendo isso, estou sempre pronto a aceitar novos desafios. As empresas estão sempre me consultando sobre projetos, que aos olhos da maioria parecem impossíveis ou malucos !

Assim, recentemente uma empresa líder do setor nos EUA acaba de nos consultar sobre a criação de um projeto para a final do esporte mais popular em seu País!

Acredito que eles me acham “ maluco” ou eles são “malucos” o bastante para acreditar em um brasileiro, Maker, desconhecido da maioria, que aceita qualquer desafio e, que por mais maluco que pareça, possa dar conta de algo tão grandioso no País das oportunidades!

Você deve estar querendo me perguntar: “ - Isso te assusta?”.

Eu já te respondo, de pronto: Não! Isso me fascina. Completo 50 anos, agora em novembro e me sinto como se estivesse chegando ao auge de minha carreira! Coisa que sentia aos meus trinta e poucos anos!

Então, a crise  existe para quem parou no tempo. Para quem busca a “zona de conforto”.

Na verdade, não me preocupo com noticiários. Busco e seleciono o que quero ler, nas fontes que confio. O TI e a tecnologia sempre me forçaram a pensar assim, ou provavelmente teria que me aposentar ao perder o brilho!

Seja como uma estrela mais velha, ela é a que mais brilha no universo!

Não deixem apagar sua luz, e não se preocupe com falhas para vencermos as crises. Precisamos tentar fazer diferente, agarrar as oportunidades, “reinventar a roda”!.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail