Home > Cultura maker: facilitando a inovação nas empresas

Arduino day: incentivo à criação!

No último dia 6 de abril, no Centro Cultural Vergueiro, em SP, aconteceu o maior encontro sobre o microcontrolador Arduino, no Brasil, o Aduino Day

Mauricio Ramos

11/04/2019 às 11h39

Foto: Shutterstock

No último dia 6 de abril, no Centro Cultural Vergueiro, em São Paulo, aconteceu o maior encontro sobre o microcontrolador Arduino, no Brasil, o Aduino Day. Ele é feito no mundo todo e, comemora o aniversário desta fantástica ferramenta de criação.

Como em todo ano, participamos com projetos e troca de experiências, com outros participantes e com o público em geral.

Mas, antes de contarmos mais... O que é um arduino?

Quem acompanha nossa coluna, já leu menções sobre ele, mas esperávamos esse evento para falarmos mais sobre o que é e, como surgiu.

Para os leigos, o arduino e uma plaquinha do tamanho de um cartão de crédito que custa U$ 5,00, contém um microcontrolador Atmel, que basicamente serve para o controle de portas de comunicação de entrada ou saída. Na prática, podemos controlar com ele: motores, leds, relês, etc. Receber informações de sensores, botões, telas de toque, etc. Tudo isso programado por meio de linguagem de programação C++, simplificada. Também podendo ser programado por interface de blocos, o S4A (Scratch for Arduino), desenvolvida pelo MIT. Ele pode ser facilmente conectado à um computador por meio da porta USB.

Em resumo, qualquer hobbista ou maker, pode desenvolver dispositivos com eletrônica embarcada, sem ter grandes conhecimentos de eletrônica. Isto é fantástico pois, alunos de escolas de ensino médio, também estão fazendo uso desta ferramenta para o desenvolvimento de seus projetos de ciências e artes.

Tenho diversos alunos que criaram Invenções, que estão ajudando o seu dia-a-dia e de seus pais em suas casas, por exemplo: (Domótica) Controle de portas, luzes, tv, etc., monitoramento de plantas, controle da alimentação de pets, entre outros.

Mas, onde surgiu esta ferramenta revolucionária?

O primeiro microcontrolador surgiu em 1970, inventado pela Texas Instruments. Ele era utilizado em calculadoras e telefones sem fio. A Intel além de produzir o primeiro microprocessador, também desenvolveu muitos microcontroladores importantes, dois deles sendo o 8048 e o 8051. Introduzido em 1976, o 8048 foi um dos primeiros microcontroladores da Intel e foi utilizado no teclado do computador da IBM. É estimado que mais de um bilhão de dispositivos 8048 tenham sido vendidos. O 8051 o seguiu em 1980, e se tornou uma das famílias mais populares de microcontroladores. Variantes da arquitetura do 8051 ainda são produzidas atualmente, tornando o 8051 um dos projetos eletrônicos mais duradouros da história.

Os microcontroladores estão presentes nos mais diversos aparelhos que usamos em nosso dia-a-dia; Microondas, Tvs, Máquinas de Lavar, etc.

Mas, voltando ao Arduíno, ele foi criado em 2005, por um grupo de 5 pesquisadores: Massimo Banzi, David Cuartielles, Tom Igoe, Gianluca Martino e David Mellis. O objetivo era elaborar um dispositivo que fosse ao mesmo tempo barato, funcional e fácil de programar, sendo dessa forma acessível a estudantes e projetistas amadores. Além disso, foi adotado o conceito de hardware livre, o que significa que qualquer um pode montar, modificar, melhorar e personalizar o Arduino, partindo do mesmo hardware básico.

Vamos voltar agora para o Arduino Day. Uma das oficinas realizadas durante o evento, ensinava o participante a montar sua própria placa de Arduino. A Franzininho, é uma versão de placa Arduino, brasileira, desenvolvida para a Arduino day. Essa foi mais uma empreitada de nosso amigo Thalis Antunes, do pessoal do Embarcados e Felipe Neves, Pedro Bertoleti, entre outros colaboradores.

Uma plaquinha de Arduino do tamanho de uma pendrive, que qualquer um pode criar, fantástico!

Estiveram presentes projetos dos mais variados: Braços robóticos produzidos em impressoras 3d e controlados por Arduino, Kit de Robótica Infantil, composto de Arduino e Raspberry Pi, a lâmpada modelo T8 de assumia qualquer cor, parecendo um sabre de luz Jedi, como muitos a chamaram!

Este sem dúvidas, é mais um evento de visitação obrigatória de empresários que querem descobrir soluções e tecnologias novas para suas empresas. Falo isto pois, já fui contatado em eventos como esse, para desenvolver soluções corporativas e industriais.

Ainda, dentre as oficinas e debates, o participante pode escolher entre vários temas, como: “Inteligência Artificial: futuro do trabalho”, “Arte e Tecnologia” e “Educação, Criação e Tecnologia” . Dos parceiros da rede FAB LAB LIVRE SP que trabalham com Arduino, estiveram presentes: Hardware Livre da USP, Lab das Minas, Woman in Blockchain, FATECs e IFSP de Guarulhos – eles puderam compartilhar inovações, experiências e conhecimentos sobre o uso dessa tecnologia.

Nos próximos posts, falaremos mais sobre o Arduino e projetos criados com ele. Acompanhem e fiquem por dentro do assunto!

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail