Home > Cultura maker: facilitando a inovação nas empresas

DIY e IOT cada vez mais Maker

Todos, hoje mesmo sem saber, utilizam o IOT sem perceber, e o Do it yourself, é cada vez mas a bandeira de muitos!

Mauricio Ramos

02/11/2019 às 14h32

Foto: Shutterstock

No mundo Maker como no mundo da TI existem diversas siglas que, na maioria das vezes, só fazem sentido para pessoas envolvidas em nossa área.

A primeira, DIY ou (Do It Yourself) uso como bandeira e está presente em meu status nas redes sociais.
O “DIY”, ou em português: “Faça você mesmo”, é uma filosofia de vida que aprendi logo cedo com o meu avô, Benvindo Ramos, um dos pioneiros na cultura Maker no Brasil.

Nascido em 1897, e falecido em 2002, viveu em três séculos diferentes XIX, XX, XXI. Era autodidata, tocava qualquer instrumento musical dado a ele! Construía de tudo com suas próprias mãos, de um simples pente de madeira, passando por canivetes do tipo “MacGyver”, feitos com a lâmina forjada por ele, com cabo feito de ossos de animais! Chegando até casas e usinas de açúcar, com engrenagens feitas uma a uma!

Tudo isto sem ver nenhum “tutorial do YouTube”. Esse cara sempre foi meu “norte” e me mostrou que podemos construir tudo aquilo que precisamos e da forma que queremos!

Na atualidade, temos cada vez mais pessoas que se reconhecem com essas “super habilidades”. A inovação não é somente tecnologia, como muitos pensam, mas sim formas diferentes e mais eficientes de se fazer algo ou de se construir coisas melhores.

A segunda sigla, IOT (sigla do inglês internet of things), ou Internet das coisas, cujo conceito abrange a interconexão digital de objetos ou coisas com a internet já é bem conhecida do pessoal de TI pois a AI (Artificial Intelligence), ou inteligência artificial, já é muito usada pelos programadores em todo o mundo. A internet das coisas também utiliza a AI para ampliar suas aplicações.

Quem participou do último IT Forum X, 16 e 17 de outubro, viu a vitória da BIA - sistema de inteligência artificial do Bradesco na disputa das 100 melhores empresas de tecnologia 2019!

Mesmo sem saber, hoje todos utilizam o IOT sem perceber. Cada vez mais, computadores, eletrodomésticos, celulares e até carros como os Tesla ou os novos Volkswagen, tem essa tecnologia embarcada ou instalada. Quando você compra alguns dos novos Gadgets disponíveis no mercado, você instala apps em seu celular para seu monitoramento ou funcionamento. Isso já é internet das coisas, pois você está controlando esses dispositivos através da rede.

Minha sobrinha de 5 anos de idade é monitorada na escola por minha cunhada através de câmera que envia as imagens por IP (Protocolo de internet). Já seu pai, ganhou um Drone dji Tello, no último congresso que participou. Ele é controlado por Wifi através de seu celular, por meio de um App!

Agora que entendemos o que são, chegamos ao ponto que eu queria para mostrar o que um Maker pode fazer com essas siglas.

Imagine conectar todos os controles de sua casa em um só aparelho: o celular! Ou melhorar isso colocando a abertura de janelas, persianas, ou ainda portas, luzes, etc!

Sim, já falamos deste assunto em Domótica e retomamos agora, pois faz parte das siglas que estamos tratando.
Mas, podemos ir mais longe podemos incluindo a Robótica nesta receita. Então, a automatização dos serviços de casa também é possível. Na cozinha podemos criar robôs para reproduzirem fielmente a maneira de cozinhar de um determinado Gran Chef, como o Robô Chef - Moley Robotics! Já existem protótipos em teste, fazendo isso.

Robôs varrendo, como o iRobot ou lavando o chão de sua sala, também já temos isso sendo produzido industrialmente. E na garagem seu carro sendo limpo automaticamente, ou até saindo sozinho dela, para se posicionar ao seu lado.

Na indústria não seria diferente. Podemos criar uma gama de soluções que fariam a produção dos colaboradores aumentar significativamente.

Já fui contratado para solucionar diversos “temas”, como salas de reuniões, controle de frota de caminhões, treinamento de colaboradores, controle de participantes em congressos e feiras, etc.

Recentemente, tive uma consulta para criar um dispositivo com IOT para uma rede de academias, onde o mesmo monitorava a quantidade, força e o local, onde o atleta dava seus socos em um saco de Boxe.

As possibilidades são infinitas, e os Makers estão ávidos por novos desafios, onde eles possam “fazer eles mesmos” as “coisas funcionarem pela Internet”!

Acompanhe e leia nossos últimos posts, fique por dentro do movimento Maker: o DIY.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail