Home > Educação para a indústria 4.0

Estamos preparados para a era robótica?

13/02/2019 às 9h15

Foto:

Nas previsões e análises para o mercado de trabalho do futuro, a área de automação e robótica é citada como forte tendência. Muitas pessoas podem temer a substituição de profissionais pelos robôs, mas a pergunta que devemos fazer não é se perderemos lugar para as máquinas e sim: quem vai criá-las para solucionar os problemas da indústria 4.0?

Foi pensando nisso que a coluna “Educação para a Indústria 4.0” foi criada para contribuir e fortalecer na formação de profissionais altamente capacitados para esse novo mercado industrial. Buscamos o desenvolvimento de projetos de capacitação e treinamento através de ensino, pesquisa e extensão universitária. Lançada recentemente, esta coluna tem foco nas tendências do mercado industrial na formação de carreiras que são a promessa do futuro, como por exemplo: A profissão de Robotista.

Cenário nacional

No Brasil existe uma carência de mão de obra qualificada neste segmento, em que possui aproximadamente 30 mil robôs instalados nas empresas, segundo dados do IFR (Federação Internacional de Robótica Industrial). No entanto, a estimativa é que apenas há aproximadamente 200 profissionais peritos qualificados para manipular tais equipamentos.

A pesquisa também apontou que o País possui uma média de 12 robôs instalados para cada 10 mil empregados – número baixo considerando a média mundial, que está em torno 74 robôs. O Japão e a Coreia do Sul, por exemplo, são os países mais industrializados do mundo e possuem cerca 450 robôs instalados para cada 10 mil habitantes.

Na minha visão, para alcançar melhores resultados no mercado, a palavra de ordem nos tempos atuais nas empresas é a inovação. Para os processos industriais, a inovação começa a se consolidar com o advento da “Indústria 4.0” e a robótica avançada, promovendo maior eficiência e competitividade.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail