Home > Cibercrime: lidando com novos inimigos

Você está preparado para a Lei Geral de Proteção de Dados?

A lei entra em vigor em fevereiro de 2020, quem está preparado para ela?

Daniel Lofrano Nascimento

30/07/2019 às 18h29

Foto: Shutterstock

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) aprovada por unanimidade em 14 de agosto de 2018 pela Câmara dos Deputados e Senado Federal entrará em vigor em fevereiro de 2020 (18 meses contados a partir da publicação no Diário Oficial da União), a partir disso nos questionamos: quem está preparado?

A resposta para esse questionamento é de que apenas um seleto grupo de operadores do direito (advogados) e os Hackers estarão prontos para essa nova fase que nosso país passará a vivenciar no próximo ano. Tanto os órgãos públicos quanto as empresas privadas não estarão prontos para essa nova lei referente à proteção de dados, os quais terão a necessidade do conhecimento que os hackers possuem na área para realizarem trabalhos voltados à segurança dos dados para identificar e inibir falhas, para que possam se adequar a LGPD.

Na atualidade, é escancarada a forma que os dados são divulgados por conta das diversas modalidades de invasões em vários bancos de dados dos mais variados segmentos pelo Brasil. Além dos hackers, não vejo preparação de ninguém nessa questão, apenas os advogados especializados na área, que irão distribuir várias ações e consequentemente terão vantagens pelo despreparo da grande maioria.

O reconhecimento da classe Hacker como profissão é uma necessidade para esta nova fase que o Brasil entrará no próximo ano em relação a LGPD, pois em muitos países desenvolvidos os mesmos são reconhecidos como grandes profissionais e intelectuais que colaboram no deslinde de inúmeros problemas da área da Tecnologia da Informação, que infelizmente não é o caso do Brasil.

Sendo assim, a questão da LGPD será o “Calcanhar de Aquiles” para o Brasil, pois as equipes técnicas dos órgãos públicos e das empresas privadas não estão preparada para essa mudança, o que torna Hackers extremamente necessários para resolução deste grande problema que está por vir, caso contrário, como mencionado acima, um seleto grupo da classe dos advogados será beneficiado, mérito dos mesmos por estarem preparados e atualizados.
Tenhamos em vista que, diversos parlamentares e até mesmo o Ministro da Justiça sofreram invasões em seus smartphones de ataques simples e ultrapassados de clonagem e/ou espelhamento de telefone.

Para os especialistas no combate a invasões, estes ataques são “ridículos e patéticos” e que jamais poderiam ter acontecido, ainda mais do modo que foi realizado, comentário este que fiz no programa Conexão Repórter do jornalista Roberto Cabrini, tudo isso confirmado pela Polícia Federal na prisão de 04 suspeitos de terem invadido e compartilhado supostas mensagens do celular do Ministro da Justiça Dr. Sérgio Moro.

Os Hackers são essenciais nessa nova era que a LGPD irá nos inserir, através deles conseguiremos encontrar soluções digitais para o ainda desconhecido pela grande maioria, pois somente eles possuirão o antídoto contra este veneno das invasões e conseguirão ajudar o Poder Público e as empresas privadas a se adequarem a nova lei que está por vir.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail