Home > Notícias

Com adoção de ambiente digital, alunos da Escola Móbile, em SP, viram protagonistas no aprendizado

16/08/2016 às 14h39

Com adoção de ambiente digital
Foto:

Em prol de uma educação mais completa e dinâmica, escolas estão cada vez mais investindo em ferramentas virtuais que possam preencher essa lacuna. A Escola Móbile, em São Paulo, foi uma das que optou por adotar um ambiente de ensino que alinhasse aulas presenciais com complementos extras que são consumidos fora da escola - de preferência, levando em consideração o uso massivo de dispositivos móveis por alunos.

Júlio Ribeiro, coordenador de Tecnologia Educacional da instituição, conta que o planejamento para o ambiente virtual no colégio já era algo realizado há dez anos, mas que anteriormente servia apenas como repositório dos materiais didáticos e de extra classe. "Com a evolução da tecnologia, novas possibilidades se abriram e, anos depois, realizamos a instalação teste de algumas soluções LMS", conta. O que mais deu certo para atender à demanda de professores - e que caiu no gosto dos alunos - foi o LMS Canvas, da norte-americana Instructure.

Aplicado primeiramente aos alunos do 3° ano do Ensino Médio, a ferramenta foi recebida com bons olhos tanto por professores quanto por alunos, que passaram a ser protagonistas do processo de aprendizado. “A plataforma permite ao aluno ser ativo no processo de ensino-aprendizagem, não como anteriormente que ele era passivo e apenas consumia o material disponível”, ressalta Ribeiro, apontando esse como um dos principais motivos pela escolha da ferramenta.

Atualmente, a plataforma atende 1,2 mil usuários entre monitores, professores e alunos do 6° ano do Ensino Fundamental II até o 3° ano do Ensino Médio, sendo o total de 145 cursos. Em período de provas, o pico de acesso à plataforma chega a 100 mil exibições por semana, o que corresponde a aproximadamente cem page views por aluno - lembrando que o acesso também pode ser realizado por dispositivos móveis.

Dentre outras razões apontadas para a escolha da solução está o fato de que o ambiente é vivo. “[Com a solução] consigo fazer com que o professor tenha grande autonomia na construção do curso”, afirma o executivo, contando que a ferramenta também traz agilidade para o que é ensinado dentro de sala de aula, já que o material pode ser prontamente colocado na plataforma e, a partir daí, é possível produzir e responder questionários, ou mesmo atuar em fóruns de discussão.

O LMS Canvas também levou assertividade para a tomada de decisão pedagógica. “Coordenadores podem analisar resultados gerados pela plataforma e tomar decisões com base nessas informações. Isso torna o processo de ensino e aprendizagem mais personalizado, porque traz análise individual e coletiva”, conta Ribeiro. Assim, é possível saber se determinado aluno precisa de mais atenção em alguma disciplina, e como pode-se desenvolver tarefas customizadas para incentivar a melhora do aluno nesse sentido.

Falando em customização, Ribeiro também ressalta que a ferramenta apresenta recursos bastante robustos para quem quer iniciar, mas dá a possibilidade de desenvolvimento de ferramentas externas. “Desenvolvemos recursos personalizados, que tem a ver com a rotina da escola, e os incorporamos ao ambiente”, pontua.

Um exemplo de ferramenta externa produzida é a página de “Provas e Roteiros Anteriores”, na qual o aluno acessa o arquivo em PDF das provas aplicadas em anos anteriores. “O estudante consegue testar sua performance antes da prova, por meio dos testes. Também pode acompanhar o calendário de lições de casa para cada disciplina e ano escolar. Assim, se o aluno precisou faltar à aula, sabe o que precisa fazer e quando deve entregar a atividade”, diz Ribeiro.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail