Home > Notícias

Com nova linha a laser, HP aposta em PME e renovação de parque

13/05/2015 às 20h27

Com nova linha a laser
Foto:

Se o mercado tem como palavras de ordem economia e eficiência, a indústria tem que correr de todas as formas para atender aos desejos dos clientes. Nem sempre a tarefa é simples, principalmente quando se trata de impressão. Mas a HP parece ter conseguido um avanço significativo em sua plataforma a laser, levando a fabricante a apostar forte em vendas para o segmento de pequenas e médias empresas, que ainda compra mais o modelo a jato de tinta, além, é claro, de renovar o parque nas grandes corporações e ganhar novos clientes com este perfil.

Em apresentação da linha HP JetIntelligence, em São Paulo, Michael J. Borg, especialista da HP na ciência do toner, trouxe uma série de dados que mostravam os benefícios da nova tecnologia em relação aos modelos anteriores, além de ressaltar a importância do uso de suprimento original para garantir a prometida eficiência e o bom funcionamento dos equipamentos. “70% da tecnologia de impressão está no cartucho original. O não original não tem eficiência na limpeza, por exemplo, prejudicando a qualidade final.”

O projeto para chegar à tecnologia JetIntelligence levou pelo menos oito anos, mas os resultados são interessantes do ponto de vista econômico e até ambiental: os modelos Color LaserJet Pro M252dw, Pro MFP M277dw e Enterprise M553 consomem 53% menos energia, são 53% mais rápidos, 40% menor fisicamente e imprimem 33% mais páginas por cartucho.

A nova linha de impressoras vem dotada ainda de um atual e moderno sistema de controle que avisa no monitor LCD, por exemplo, que o cartucho pode não ser original. Entre os mecanismos utilizamos para tal precisão estão chip e até criptografia.

Mas falando especificamente da estratégia de mercado, a HP espera atender ao segmento de PME com os modelos M252dw e MFP M277dw e, na visão de Luis Esteter, diretor da área de impressão da HP Brasil, as possibilidades de ganhos são boas pela economia gerada pelos modelos. “Nossa aposta em PME é muito grande, será uma oferta valiosa pelo preço baixo”, comentou. O modelo M252 será comercializado por R$ 849, o MFP M277 por R$ 1599 e o Enterprise por R$ 1899. O valor dos cartuchos ainda não está definido para o mercado brasileiro, mas o executivo garante que o custo por página impressa será entre 7% e 16% mais baixo.

Olhando o cenário das grandes corporações, Esteter acredita na possibilidade de ganhar novos clientes, mas entende que o maior ganho virá da substituição das máquinas antigas, sobretudo pela busca constante por economia e eficiência assistida nesse perfil de empresa.

Sobre o mercado geral de impressão no Brasil, o executivo avalia que o potencial ainda é grande, porque a base de PCs ainda é pequena quando comparada com outros países e seu crescimento normalmente alimenta o mercado de impressoras. “E o segmento corporativo tem uma curva positiva”, ressaltou, frisando que, de acordo com números da IDC, de cada dez impressoras vendidas no País, sete são HP. Esteter lembrou também que o Brasil é o segundo maior mercado para a fabricante em equipamentos jato de tinta no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail