Home > Colunas

Como a plataforma híbrida transforma o ambiente digital de uma empresa?

Empresas com uma plataforma de integração híbrida podem suportar mais integrações de missão crítica e aumentar em até 300% a sua eficácia.

*Julio Fernandes

17/09/2019 às 16h24

Foto: Shutterstock

Já foi constatado, por meio de estudos, que empresas com uma plataforma de integração híbrida podem suportar mais integrações de missão crítica e aumentar em até 300% a sua eficácia. Sabe-se que a implantação de uma plataforma como essa será algo natural e mandatório pelas próprias características do ambiente digital atual.

Uma ferramenta como essa possibilita à organização integrar uma variedade cada vez mais ampla de ecossistemas que devem ser conectados para se estabelecer parcerias de negócios e novos produtos ao mercado. É por essa razão que uma empresa deve implementar uma Plataforma Híbrida de Integração (HIP - Hybrid Platform Integration) para atender as demandas.

Dentre todos os benefícios, a HIP também leva para o ambiente corporativo o conceito de empoderamento para o time responsável, com soluções de integração que não dependem, necessariamente, de especialistas na área técnica para todos os casos. O objetivo é disseminar e facilitar os processos integrativos visando a sustentabilidade do negócio.

Na prática, uma empresa, atualmente, necessita de transações eletrônicas por arquivos (EDI), APIs de B2B, APIs para estabelecer apps, IoTs para coletas de dados, integrações com soluções de enterprise na cloud como, por exemplo, Salesforce, ServiceNow, SapBusinessOne, iPaas, entre outros. Com uma plataforma híbrida tudo isso pode ser agilizado e simplificado.

A HIP tem a capacidade de englobar tecnologias e conceitos de integração desde os mais antigos aos mais novos, o que permite endereçar os mais variados casos de um processo integrativo. A ferramenta traz para a empresa todas as formas de transações necessárias para que não faltem recursos para estabelecer um ambiente robusto de produtos e parceiros de negócios.

Para as organizações, que em geral já possuem partes de uma plataforma como essa, fica o desafio de adotar ou rever módulos visando melhorar os processos de integração. Lembrando sempre que, no momento de montar a HIP, é preciso buscar as ferramentas com mais sinergia para suas necessidades e que também possam ser provedoras do empoderamento, simplificando o acesso dos colaboradores à tecnologia.

*Por Julio Fernandes, evangelista digital da Axway

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail