Home > Notícias

3 elementos que startups devem considerar para crescer

25/08/2017 às 11h39

Analisar as tendências do mercado é uma das medidas que ajudam uma startup a prosperar
Foto:

O ecossistema empresarial teve uma onda de investimento sem precedentes nos últimos cinco anos. Entretanto, a atividade de negócios diminuiu consideravelmente em 2016 e se estabilizou durante a primeira parte de 2017. Agora é o momento de as startups iniciarem um planejamento estratégico para que as futuras necessidades de liquidez sejam atendidas.

É necessário, portanto, discutir as tendências do mercado e como o financiamento da dívida e outras medidas de proteção ajudam uma startup não só a sobreviver, mas também prosperar durante um período de dificuldades financeiras.

Preste atenção às tendências do mercado

Grande parte das vezes, há sinais de alerta de mudanças no mercado. Embora seja impossível prever quando ocorrerá uma crise, desconsiderar esses sinais é uma receita para o desastre. E muitos desses sinais de alerta estão aparecendo no horizonte, por exemplo:

  • Várias startups bem financiadas encontraram dificuldades de angariação de fundos e fecharam (Beepi) ou foram forçadas a tomarem severas medidas de redução de custos (SoundCloud).
  • A atividade de saída geral permanece em queda prolongada, com valores de saída suportados por um número limitado de negócios de grande porte. O PitchBook informa que a relação investimento-saída nunca foi maior e que apenas quatro saídas representam 48% do valor total de saída para 2017.
  • O LinkedIn informa que o crescimento de contratação em todo o setor de software é plana.

Nada disso significa que uma crise está prestes a acontecer, mas há um forte vento econômico que incentiva as startups a prestar mais atenção e desenvolver opções estratégicas de liquidez, enquanto isso pode ser feito em termos favoráveis.

Evite financiar a visão do túnel

É natural que as startups conheçam todas as ferramentas que ajudam a atender as necessidades de financiamento no longo prazo e de emergência. Isso inclui assumir dívidas e planejar reestruturações organizacionais. Nenhum dos dois são questões que o empreendedor está inclinado a considerar, principalmente depois de fechar uma nova rodada de financiamento de capital.

Muitas empresas evitam dívidas por causa dos estereótipos negativos sobre isso. Os investidores, em particular, muitas vezes soam o alarme sobre os perigos da dívida, particularmente o crescimento recente das notas conversíveis. Mas quando usado corretamente, a dívida pode desempenhar um papel valioso na estrutura de capital de uma empresa.

Ou seja, não como substituto da utilização do capital próprio para financiar o crescimento, mas em vez de ter que arrecadar mais dinheiro do que é imediatamente necessário para o alívio do fluxo de caixa e para fins de emergência, ou seja, construir uma pista de decolagem. Quando os mercados estão abertos e os credores estão ansiosos para emprestar, as startups podem obter dívidas em condições favoráveis.

Quando feitas corretamente, as reestruturações podem ampliar significativamente sua pista. Mas uma reestruturação bem sucedida requer uma quantidade significativa de planejamento e previsão. É fundamental identificar como os custos contribuem para a geração de fluxo de caixa.

Identificar soluções pode ser particularmente difíceis para as empresas em rápido crescimento, particularmente aquelas que estão operando em mercados novos e ainda não testados. Portanto, não seja desnecessariamente difícil abordando a questão da reestruturação como uma solução de última hora. As empresas que reduzem seu tamanho como uma reação brusca às próprias dificuldades financeiras causam impactos prejudiciais na produtividade e geração de receita. Isso está acontecendo agora no caso do SoundCloud, que demorou deliberadamente a tomar medidas preventivas e criou uma crise entre os empregados como resultado.

Criar opcionalidade financeira

Finalmente, não importa o que faça, faça uma escolha consciente para criar uma opcionalidade financeira. Por exemplo, tanto o patrimônio quanto a dívida podem vir com termos bons ou ruins. Afinal, a dívida pode ser reembolsada se você melhorar seu fluxo de caixa, mas uma preferência de liquidação de destruição de valor ou catraca pode ficar com você para a vida.

Planeje contingências e desenvolva opções que a empresa possa utilizar. Trabalhar com um profissional pode ajudar a identificar quais estruturas funcionam melhor em uma dada circunstância. Embora os mercados estejam apertando, eles ainda permanecem abertos. O pensamento estratégico e a vontade de fazer pequenas concessões no presente podem levar a grandes proteções para o futuro.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail