Home > Notícias

Consumidores devem gastar até R$ 1.000 no crédito na Black Friday

Preferência da maioria é para utilizar o cartão de crédito nas compras; 15% ainda pretendem gastar mais de R$ 2.000 na data

Redação

11/11/2019 às 10h21

Foto: Shutterstock

Durante a Black Friday 2019, que acontecerá em 29 de novembro, 53% dos consumidores devem gastar até R$ 1.000. O número foi divulgado pela plataforma ShopFully, acrescentando que 62% devem utilizar o cartão de crédito e 22% o dinheiro como forma de barganhar.

O levantamento da ShopFully, realizado com 4.813 consumidores de todo o país, revela o comportamento, intenção de compra e preferências na data.

A maior parte do público é feminina (63%), entre 30 e 49 anos. Das entrevistadas, 84% afirmaram que pretendem realizar compras, enquanto 2% confirmaram que não têm interesse; cerca de 14% se mostraram indecisas.

Neste ano, 15% dos entrevistados pretendem gastar mais de R$ 2.000 em produtos. Em relação ao ano de 2018, houve aumento de 8% entre os que pretendem gastar mais de R$ 1.000 e de 1% entre consumidores que pretendem antecipar as compras de Natal, somando 75% em 2019.

Os entrevistados (64%) ainda afirmam que pretendem comprar para si mesmos e para a família (58%). Compras para animais de estimação e amigos somam 5% das intenções.

Pesquisando antes de comprar

O levantamento da ShopFully identificou que 33% dos entrevistados costumam pesquisar em sites e apps de ofertas; para 27%, as redes sociais são ideais; outros 14% utilizam comparadores de preços e 8% pesquisam nos próprios e-commerces.

O volume de consumidores que pretende ir até lojas físicas verificar promoções é baixo (12%), se comparado com o movimento online. Por outro lado, sobre os locais onde de fato devem efetuar as compras, cerca de 56% afirmam preferir lojas físicas. Este conceito é chamado de O2O (on-line to 0ff-line). E estes são os motivos:

  • Ver o produto ou experimentá-lo (57%);
  • Sem necessidade de pagar frete (27%);
  • Levar o produto na hora para casa (38%);
  • Receio de finalizar compras on-line por conta de fraudes (19%);
  • Preferência por conversar com vendedores especializados (10%).

Dos entrevistados, 73% acreditam que o e-commerce oferece mais opções em descontos e promoções, mas também acham mais cômodo (38%).

Outros se incomodam com o fato de gastar com o deslocamento (9%) ou não curtem ser abordados por vendedores (10%). Também há uma parcela de 15% que já é acostumada a comprar pela internet, então seguirá o movimento.

Estes são alguns dos produtos mais citados nas intenções de compras para a Black Friday 2019:

  • Eletrodomésticos (58%);
  • Moda (37%);
  • Dispositivos eletrônicos (35%);
  • Móveis (26%);
  • Cosméticos (19%);
  • Decoração (18%);
  • Games (8%);
  • Livros (7%).

Vale notar, também, um levantamento da E-Commerce Radar sobre a intenção de compra dos consumidores. A estimativa é de que a taxa média de abandono de carrinho de compra no Brasil seja de 82%, o que pode impactar em novas estratégias de vendas também no on-line.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail