Home > Notícias

CPFL Energia baseia programa interno de segurança em plataforma Polycom e reduz acidentes

Empresa passou a ter atuação mais dinâmica na geração, distribuição e comercialização de energia e na prestação de serviços

04/05/2018 às 14h54

Foto:

Ao implementar soluções colaborativas, companhia reduz deslocamentos e aumenta segurança de seus funcionários
Em 2012, a CPFL Energia deu início a uma grande mudança organizacional, que culminaria com a extensão da comunicação entre seus colaboradores, o que levou a empresa a uma atuação mais dinâmica na geração, distribuição e comercialização de energia e na prestação de serviços. A partir da adoção de soluções de colaboração da Polycom, a CPFL Energia, que atua em todo o País por meio de suas empresas controladas, promoveu a integração necessária para proporcionar aos seus colaboradores maior produtividade e capacitação técnico-administrativa.

Apenas no último ano, a companhia equipou quase 60 novas salas com videoconferência, chegando a um total de 120 em todo o país. A CPFL Energia está conectada em 41 cidades distribuídas em três estados – São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco – e no Distrito Federal.

Desafio

Anteriormente, a CPFL Energia tinha no telefone o único sistema de comunicação para conectar todas as suas unidades que atendem a mais de setecentos municípios brasileiros. Assim, a diretoria decidiu que era necessário inovar na comunicação da empresa com objetivo de encurtar distância, evitar longos deslocamentos e fazer que com que as decisões e as estratégias fossem agilizadas, otimizando também o tempo dos colaboradores.

“Precisávamos de soluções que evitassem os deslocamentos os quais chegavam a consumir um dia inteiro, de maneira que limitava o tempo das nossas reuniões realizadas sempre às pressas”, conta Luiz Faion, analista de Tecnologia da Informação da CPFL Energia. “Por esta razão, pensamos na utilização da tecnologia de videoconferência para atender as nossas necessidades de colaboração entre todos. ”

Benefícios

A partir daí, a plataforma de vídeo colaboração da Polycom teve seu uso estendido para diversas áreas, como a Universidade Corporativa da CPFL Energia. Desta maneira, a empresa reúne e capacita líderes e colaboradores visando reforçar a competência em um contínuo processo de aprendizagem, compartilhando a cultura da empresa e as lições de cidadania e qualidade de vida.

A CPFL Energia também aproveitou os recursos de videoconferência como base de um programa interno chamado “Sinto Segurança”, com o qual a companhia pretende reduzir ao máximo o deslocamento de seus mais de 13 mil funcionários, evitando assim, possíveis acidentes.

Além disso, a CPFL Energia instalou no último ano o RealPresence Debut e estrelas de áudio em locais com menor número de pessoas. “Conseguimos atingir todas as equipes quando necessário, integrando-as com as soluções da Polycom”, enfatiza Faion.

Desde a implementação do programa interno de segurança, a companhia reduziu o número de acidentes evitando deslocamentos desnecessários por meio da vídeo colaboração da Polycom.

Mudança cultural

Os números evidenciam a diferença que as soluções de vídeo colaboração da Polycom fazem no dia a dia da empresa em aproximar e integrar pessoas, reduzir distâncias e comunicar com qualidade. Em 2017, a CPFL Energia registrou importantes resultados atingidos com a plataforma colaborativa até o mês de outubro foram realizadas 21.617 horas de reuniões realizadas, entre outras atividades de interação, gerando uma média mensal de 1.965 horas de colaboração.

Na Universidade Corporativa o benefício da vídeo colaboração também foi obtido com as 288 horas consumidas desde a adoção exclusivamente para os treinamentos. “Com a plataforma da Polycom retratamos uma mudança de cultura na CPFL Energia, em novas e rápidas formas de interação das equipes, além de registrar economia com despesas de longas viagens e ganhando muito em qualidade de vida e na eficiência da comunicação”, enfatiza Faion.

“Disseminamos a cultura do trabalho colaborativo na CPFL Energia tão rapidamente que o primeiro impacto positivo foi sentido no aumento da produtividade, seguido pela expansão de acesso a conteúdo, de modo que aproximamos todas as unidades da CPFL Energia através da tecnologia formando uma grande rede de colaboração”, complementa Luiz Faion.

Diferencial e implementação

A interoperabilidade dos equipamentos Polycom foi um fator determinante para a escolha da CPFL, pois a empresa possui parceiros que utilizam videoconferência de outros players. “A qualidade da Polycom nós já conhecíamos há tempos, mas a conexão com parceiros que utilizam outras soluções foi fundamental para o êxito da operação. Além disso, o usuário usa o sistema da Polycom de uma maneira muito intuitiva e a recepção da nova tecnologia é feita de um jeito muito simples”, afirma Faion.

O atendimento foi prestado por meio da Digitalnet, empresa parceira da Polycom que prestou todo o apoio necessário à CPFL Energia desde o primeiro momento. “Muito do sucesso que obtivemos com a adoção de videoconferência se deve à parceria com a Digitalnet, pois sempre procuramos parceiros que tenham pré e pós- venda muito fortes. Eles nos ajudaram a desenhar a solução de uma forma efetiva”, completa Raphael Basseto, gerente de Tecnologia da Informação da CPFL Energia.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail